Cidades serranas do Rio alertam população para chegada de temporal

Justiça absolve PMs envolvidos em caso de mulher arrastada por viatura

As três maiores cidades da região serrana do Rio de Janeiro – que já foram cenário de tragédias causadas por chuvas intensas em anos anteriores – anunciaram medidas de prevenção ao temporal que está previsto para atingir todo o estado entre esta quinta-feira (21) e o domingo (24).

Com a chegada das chuvas, o Meio Pátrio de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) mantém o alerta de risco de deslizamentos, inundações e enxurradas para o estado.

Teresópolis

A cidade de Teresópolis anunciou que as aulas nas escolas públicas estão suspensas nesta sexta-feira (22) e recomendou que a rede pessoal faça o mesmo. Segundo o prefeito, Vinicius Claussen, há 23 milénio alunos nas 100 escolas municipais da cidade.

O município montou um gabinete de crise preventivo e fez orientações aos moradores de áreas de risco. A cidade tem 25 sirenes de alerta em 16 comunidades, e a recomendação é que os moradores que não tenham outros locais para se homiziar busquem os pontos de espeque da Resguardo Social.

O principal pedido do prefeito, porém, foi para que os moradores de áreas de risco busquem a moradia de um familiar em espaço segura para se homiziar antes mesmo do início das chuvas.

“Se você mora em áreas de risco, procure se homiziar na moradia de familiares até domingo”, disse o Claussen.

Novidade Friburgo

A cidade de Novidade Friburgo também anunciou a suspensão das aulas desta sexta-feira (22) na rede pública e estendeu a recomendação à rede privada. A medida foi adotada porque várias unidades escolares são pontos de espeque em caso de emergência e também para prometer a fluidez do trânsito.

Segundo a prefeitura, todos os pontos de espeque já estão sendo abastecidos com itens de higiene, limpeza, dormitório e alimento. “Todos os veículos de serviços e socorros estão abastecidos para atuarem, caso necessário”, acrescenta.

Petrópolis

A Resguardo Social Municipal de Petrópolis orienta que a população que reside em áreas de risco de deslizamentos fique atenta aos sinais de solo encharcado. Entre eles, estão rachadura no solo, muros ou paredes embarrigados e árvores ou postes inclinados.

O município afirma que as equipes operacionais da Resguardo Social foram reforçadas, as linhas emergenciais foram ampliadas e as equipes de monitoramento e notícia seguem acompanhando a evolução do cenário para atualizar a população da forma mais célere e antecipada verosímil.

“Em caso de ventos fortes, a orientação é fechar muito janelas e portas, não estacionar veículos ou permanecer próximo de árvores, torres de transmissão e placas de sinalização”, afirma texto publicado nas redes sociais.

Manancial: Dependência Brasil