Águas do Rosário unem religiões e ancestralidade no Largo da Ordem em Curitiba

Águas do Rosário unem religiões e ancestralidade no Largo da Ordem em Curitiba

As Águas do Rosário mais uma vez mostraram que Curitiba é uma só e não tem distinção de cor, religião ou etnias. A tradicional Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos de São Benedito, no Largo da Ordem, celebrou neste domingo (19/11) a Missa das Almas e depois mães de santos yalorixás de vários terreiros de Curitiba fizeram a bênção das escadarias da igreja com águas perfumadas.

Centenas de pessoas participaram da cerimônia de matriz africana e acompanharam o cortejo até o Memorial de Curitiba, onde todos se juntaram às apresentações culturais da Caravana Étnico-cultural. Todo o trajeto foi acompanhado pelas contagiantes batidas dos instrumentos de percussão dos grupos Baque Mulher e Bloco Afro Pretinhosidade.

A cerimônia das Águas do Rosário marca o ponto alto das celebrações do Mês da Consciência Negra de Curitiba e também o Dia da Consciência Negra, celebrado nesta segunda-feira, dia 20 de novembro. A data, alusiva à morte de Zumbi dos Palmares (ícone do combate à escravidão e do movimento negro), é um reconhecimento da luta dos negros e contra o racismo e a discriminação racial.

A assessora de Promoção da Igualdade Étnico-Racial da Prefeitura, Marli Teixeira Leite, explicou sobre a importância da celebração para a história da cidade.

“Estou muito feliz que o povo de Curitiba esteja aqui presente para marcar esse momento muito importante na nossa história, onde procuramos trazer a ancestralidade do povo preto. Saudando Zumbi dos Palmares, Dandara dos Palmares, eu saúdo todos aqueles, brancos e negros que lutam no combate ao racismo, da discriminação e por uma sociedade mais igualitária”, disse Marli.

Curitiba tem cultura

Durante a cerimônia nas escadarias da igreja e ao longo do cortejo até o Memorial de Curitiba, muitos turistas e moradores pegaram seus celulares para gravar vídeos e tirar fotos da celebração. 

A professora Inês Boregi, de São Paulo, fez um vídeo para mostrar aos alunos. “Estou gravando para mostrar às crianças que Curitiba tem cultura. Quero levar isso para eles, para se conscientizarem. Eu adorei ver e participar desse momento”, afirmou.

A líder religiosa Regiane Idalina Sacerdote destacou o trabalho feito em Curitiba pelo Conselho de Política Étnico-Racial de Curitiba (Comper) e a importância da celebração do evento Águas do Rosário. 

“A Igreja do Rosário dos Homens Pretos é viva na nossa vida. Foi uma linda celebração, sem distinção de religião, sem distinção de cor, em que fomos todos irmãos. Nosso Conselho de Igualdade Racial, nós juntos, queremos que todos entendam que Curitiba é preta sim, mas também é branca, de índio, de cigano. Curitiba é de todo mundo e são todos muito bem-vindos”, definiu Regiane.

Fonte: Prefeitura de Curitiba