Lição principiante do Bom Negócio em Curitiba relaciona empreendedorismo, cerveja e música

A lição principiante do programa de empreendedorismo da Prefeitura e do Vale do Pinhão, o Bom Negócio, na noite desta segunda-feira (25/3), convidou o público a relacionar temas aparentemente distantes, porquê a dinâmica de uma orquestra e cerveja, para falar de empreendedorismo.

A combinação inusitada deu claro: o público, que encheu o auditório do Pinhão Hub, no Rebouças, teve uma noite de aprendizados sobre os princípios básicos a serem seguidos por quem quer prosperar em seu próprio negócio, além pensar o trabalho em equipe e liderança a partir da música.

Para penetrar o calendário de 2024 do Bom Negócio, a Sucursal Curitiba de Inovação e Desenvolvimento convidou o CEO e fundador da cervejaria Bastards Brewery, Francisco Seeg Mueller. Ele contou porquê transformou em negócio o que era seu hobby: da produção de cerveja artesanal caseira até a graduação industrial, distribuídas em bares da marca.

“Ele deu uma ótima visão do que é a vida do microempreendedor que começa do zero, desde a hora que acende aquela lâmpada na cabeça, com uma boa teoria, até passar detrás e superar dificuldades, fazer projecto de negócios e de vendas, chegar ao consumidor final e estar pronto para crescer”, disse a microempreendedora individual, coach e psicoterapeuta Sandra Regina do Amaral Glower Bastos, 65 anos, que assistiu à lição principiante. 

Mueller contou a jornada da empresa desde 2014, porquê planejou o negócio para aproveitar a oportunidade de explorar um nicho de mercado emergente naquela estação, passando por temas porquê organização financeira, originalidade, expansão, informação e vendas.

Simetria e conjunto

O público também participou da dinâmica “Construindo Sons”, com a psicóloga e consultora Aline Marty, uma versão reduzida de seu workshop sobre enfrentamento de conflitos nas empresas.

Na dinâmica, o público foi instigado a fazer uma semelhança de uma equipe de trabalho com uma orquestra, relacionando o papel do líder e do maestro e da influência de cada elemento para executar uma constituição.

A psicóloga explicou que há conflitos entre os músicos até chegarem à simetria e o mesmo acontece nas organizações. Quando mal resolvidos, esses conflitos impactam na realização da partitura e nos resultados dos negócios.

Turmas abertas

Neste primeiro semestre, o Bom Negócio oferece cinco cursos de Empreendedorismo presenciais gratuitos – Perfil Empreendedor; Estratégias para Micro e Pequenas Empresas; Marketing e Vendas; Finanças; e Startup, com inscrições abertas.

A primeira turma começa dia 2 de abril, com o curso Perfil Empreendedor, em quatro encontros semanais, das 19 às 21h, no Unicuritiba.

Ao todo, são 176 horas de aulas nos sete cursos. As inscrições para as formações presenciais vão até completar as 40 vagas de cada turma. O programa também oferta dois cursos online – Gestão Empresarial e Tecnologia – que têm inscrições o ano todo.

O Bom Negócio é um dos programas de incentivo ao empreendedorismo da Prefeitura e do Vale do Pinhão, gerenciado pela Agência Curitiba de Desenvolvimento e Inovação, por meio da Escola de Inovação, desempenado ao compromisso da Prefeitura com o zelo pela inovação na cidade.

As aulas são realizadas com as parcerias com instituições porquê a Viacredi e, na superfície de ensino, Positivo, Uninter, Unicuritiba, UFPR, FAE, Sebrae-PR, Isae/FGV e Kenzie Academy.

*Créditos imagens e informações Prefeitura de Curitiba