Casas da Cohab e recuperação ambiental transformam realidade no Prado Velho

Casas da Cohab e recuperação ambiental transformam realidade no Prado Velho

Alagamentos e enchentes deixaram de fazer parte do cotidiano de 90 famílias atendidas pela Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab), no Prado Velho. Instalados há dois anos nos sobrados do Moradias Vila Prado, os cerca de 360 moradores vivem em construções seguras e dotadas de infraestrutura, além de conviverem com áreas esportivas e de lazer, implantadas com a recuperação ambiental das margens do Rio Belém.

A dona de casa Iracema Oliveira dos Santos, 60 anos, relembra a realidade difícil que enfrentavam antes da intervenção do programa habitacional do município, com casas precárias e bastante adensadas em local irregular e sujeito a alagamentos na beira do rio.

“Foram três vezes que perdemos tudo. Fogão, geladeira, móveis. Teve uma enchente que precisei de ajuda para sair, a água já estava passando por cima dos sofás. Aqui na casa nova nunca mais entrou água”, garante.

O marido dela, o aposentado José dos Santos, 66 anos, conta orgulhoso as melhorias que já fez em seu imóvel.

“Fizemos os muros, portão, uma laje para ganhar mais espaço e ainda temos outras ideias para fazer conforme sobra dinheiro”, destaca.

José elogia a organização comunitária que pediu e o poder público municipal que atendeu na implantação da cancha esportiva e parquinho infantil no local antes habitado irregularmente.

“É um espaço muito usado pela comunidade, as crianças brincam bastante, os jovens jogam no período da noite. Antes ficavam na rua, agora tem uma estrutura própria e iluminada”, diz ele.

 

Habitação e Meio Ambiente

 

O presidente da Cohab, José Lupion Neto explica a relação entre os projetos habitacionais e os cuidados de Curitiba com o Meio Ambiente.

 

“Por determinação do prefeito Rafael Greca, habitação e meio ambiente caminham lado a lado. Aqui na Vila Prado, liberamos margens de rios que estavam degradadas, promovemos plantio de árvores e demos um uso social ao espaço, o que também contribui para evitar uma nova ocupação indevida”, salienta Lupion.

 

A dona de casa Daiane Tavares, 32 anos, mora no sobrado da Cohab com o marido e quatro filhos. Ela fala sobre a nova realidade vivida desde a mudança.

“Sair de uma casa velha e insegura para um sobrado novinho é uma outra vida. Agora temos vontade de convidar as pessoas para nossa casa, os amigos, parentes. Além da qualidade de vida, um lugar mais limpo, organizado”, destaca ela, que também contou que os filhos adoram a cancha e o parquinho.

Ainda neste mês de julho, a Cohab vai entregar outras 23 novas casas, no Moradias Vila Nina, no Fazendinha. “Seguimos em nosso propósito de proporcionar imóveis próprios para as famílias curitibanas. Além desta entrega, temos centenas de unidades em processo licitatório e outras para já iniciarem as obras”, completa Lupion.

O morador José dos Santos projeta maior tranquilidade na velhice.

“Vivemos muitos anos em condições ruins. Agora estamos pagando pelo que é nosso e moramos em um lugar ótimo na ultima etapa da vida. E o melhor é ter o que deixar para os filhos”, ressalta com alegria.

 

Fonte: Prefeitura de Curitiba