Com o olhar voltado ao VLT, empresa convida Curitiba para participar de feira na Alemanha

Com o olhar voltado ao VLT, empresa convida Curitiba para participar de feira na Alemanha

O prefeito de Curitiba, Rafael Greca, recebeu nesta quarta-feira (3/4) o invitação para participar da InnoTrans, a principal feira internacional de tecnologia de transporte, que acontece a cada dois anos em Berlim, na Alemanha. Leste ano, o evento será realizado de 24 a 27 de setembro.

O invitação foi entregue por Murilo Ferreira Martins, diretor executivo da Loram na América do Sul, e a responsável pelas relações institucionais da empresa, Camile Viana Gionédis. Também participou do encontro o secretário do Governo Municipal e presidente do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc), Luiz Fernando Jamur.

A Loram é fornecedora de equipamentos e líder de serviços de manutenção de trilhos, inspeção e otimização de infraestrutura na América do Setentrião e ao volta do mundo. A empresa terá um estande na feira em Berlim.

Para o executivo da Loram, a participação de Curitiba no evento é uma oportunidade para saber as inovações e tendências em transporte ferroviário. Também pode ser útil para estabelecer parcerias estratégicas que contribuam para o desenvolvimento do projeto do Veículo Ligeiro sobre Trilhos (VLT) na capital, disse Martins.

“A Loram está sediada em Curitiba e a teoria é que a empresa possa vir a participar da formatação da rede metropolitana de transporte no horizonte, depois que o padrão do BNDES permanecer pronto”, afirmou Greca.

O vice-prefeito e secretário de Estado das Cidades, Eduardo Pimentel, assinou, em janeiro deste ano, contrato com o BNDES para elaboração de estudo para licença e instalação do VLT entre Curitiba e o Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, na Região Metropolita de Curitiba (RMC).

A perspectiva de investimento na obra é de R$ 2,5 bilhões, com dois anos de realização depois o lançamento solene da licença, prevista para julho de 2025. Caso confirmado o projeto de licença, serão 22,8 km de trajectória de VLT em operação entre os dois municípios, para atender diariamente até 160 milénio passageiros.

*Créditos imagens e informações Prefeitura de Curitiba