Conheça as iniciativas que levaram Curitiba a ser eleita a cidade mais inteligente do mundo

Conheça as iniciativas que levaram Curitiba a ser eleita a cidade mais inteligente do mundo

Conheça as iniciativas da Prefeitura de Curitiba que garantiram à capital o título de Cidade Mais Inteligente do Mundo de 2023. A exposição que mostra essas iniciativas está aberta no hall do prédio central da Prefeitura de Curitiba, no Centro Cívico, e pode ser visitada de segunda a sexta, das 8h às 17h, com entrada gratuita.

1º Empregotech

De olho no promissor mercado de Tecnologia da Informação, a Prefeitura de Curitiba desenvolve o 1º Empregotech, programa que prepara adolescentes e jovens para o primeiro emprego na área de tecnologia. Desde que foi criado, em 2020, o 1º Empregotech teve quatro turmas e formou 311 adolescentes e jovens. A próxima turma do programa será aberta no primeiro semestre de 2024.

100 Mil Árvores

O Projeto 100 Mil Árvores, lançado em 2019, deveria ser concluído na primavera de 2020. Mesmo com a pandemia, que acabou por inviabilizar o plantio comunitário, foram plantadas 108 mil mudas no período proposto. Graças a esse sucesso, o município vem renovando o desafio e já chegou a 430 mil árvores plantadas. 

50 Parques

Graças a esforços iniciados ainda na década de 1970, a cidade hoje conta com grandes espaços de área verde preservados. São 50 parques e bosques públicos, além de um jardim botânico, em diversas regiões da cidade. Somados às praças, jardinetes, eixos de animação e jardins ambientais, são quase 13 milhões de metros quadrados de áreas preservadas com bosques nativos, equipamentos de lazer e prática esportiva, que proporcionam mais qualidade de vida à população.

Aplicativos Saúde Já, 156 e Curitiba App

A cidade na palma da mão, com aplicativos que levam serviços e informações do município.  

Bairro Novo da Caximba

Em construção, o Bairro Novo da Caximba será o primeiro bairro inteligente do Brasil e maior projeto socioambiental da história recente de Curitiba: serão 1.693 moradias dignas para famílias que hoje vivem em situação risco, um parque linear nas bacias dos rios Barigui e Iguaçu e obras de infraestrutura de água, esgoto e iluminação pública, além de novos equipamentos de saúde, educação e assistência social. As primeiras residências serão entregues em 2024.

Bicicletas compartilhadas

Em julho deste ano, a Prefeitura de Curitiba e a Tembici colocaram em operação o sistema de bicicletas compartilhadas com estações fixas. Já são 50 estações e 500 bikes (mecânicas e elétricas).

Central Saúde Já

Curitiba foi primeira capital do Brasil a oferecer tele e videoconsulta com a Central Saúde Já, ainda durante a pandemia da covid-19 (2020). Mais de 800 mil atendimentos pela Central Saúde Já foram realizados entre 2020 e 2023.

Cine Passeio

Instalado no Centro de Curitiba, o moderno Cine Passeio abriga, desde 2019, duas antigas e tradicionais expressões dos chamados cinemas de rua – as salas Luz e Ritz. Da restauração do prédio, na esquina da Rua Riachuelo com a Rua Costa Cavalcanti, aos projetores e outros equipamentos, além das poltronas e outras instalações, tudo é novo.

Eletrificação da frota

A Prefeitura de Curitiba está comprando, com investimento próprio de R$ 200 milhões, 70 ônibus elétricos, que entram em circulação em 2024 e vão marcar a passagem do transporte coletivo da capital da matriz de combustíveis fósseis para a eletromobilidade. Testes com modelos de potenciais fornecedores já começaram em 2023.

Fab Lab

Espaço de prototipagem, no bairro do Cajuru, o Fab Lab é aberto à população para o desenvolvimento de projetos criativos, com a chancela do Instituto de Arquitetura Avançada da Catalunha (IAAC) e do Center for Bits and Atoms do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT).

Fala Curitiba

Virtual, em unidade móvel ou nas reuniões presenciais, o curitibano escolhe as prioridades em obras e serviços públicos pelo programa Fala Curitiba. Desde 2017, mais 95% das prioridades escolhidas foram atendidas pela Prefeitura de Curitiba. O Instituto Municipal de Administração Pública (Imap) coordena a execução do Fala Curitiba.

Família Folhas

Com a chegada da nova Família Folhas, Curitiba reforça com educação ambiental conceitos básicos de sustentabilidade para o dia a dia e busca inspirar ainda mais cidadãos a aderirem ao pioneiro programa de coleta Lixo que não é Lixo da Prefeitura. Além de ensinar a importância de destinar corretamente os resíduos domésticos e falar da utilização e reaproveitamento de água e uso de energias renováveis, a campanha com os personagens do clã verde também inspira práticas que ajudem a reduzir a emissão de dióxido de carbono (CO2) no meio ambiente.

Faróis do Saber e Inovação

Curitiba tem 32 Faróis do Saber e Inovação, espaços makers de criatividade abertas a estudantes, profissionais da rede municipal de ensino e à comunidade para projetos “mãos na massa” com impressoras 3D.

Fazenda Urbana

A Fazenda Urbana do Cajuru é exemplo de cultivo e uso integral dos alimentos, desde o plantio à compostagem. Em 2024, será inaugurada a Fazenda Urbana da CIC.

Hortas Urbanas

150 hortas urbanas, locais em que 17,9 mil pessoas cultivam 1.576 toneladas/ano de alimentos frescos e sem agrotóxicos.

Jardim de Mel

Caixas de colmeias do programa Jardim de Mel estão espalhadas por 90 locais da capital e abrigam abelhas nativas sem ferrão, essenciais para o equilíbrio do meio ambiente, a polinização e biodiversidade urbana.

Linhas do Conhecimento

O programa Linhas do Conhecimento leva crianças e estudantes para aulas de campo e propostas lúdicas e culturais em parques, praças, museus, Faróis do Saber e Inovação, entre outros espaços da cidade. Desde seu lançamento, em 2017, atingiu a marca de 300 mil participações de curitibinhas.

Memorial Paranista

O Memorial Paranista, no bairro São Lourenço, em Curitiba, celebrou seu segundo aniversário em 2023. Nesse pouco tempo de existência, o espaço se tornou um dos principais locais culturais e turísticos da cidade, recebendo cerca de 110 mil visitantes desde sua inauguração. O complexo abriga uma coleção de cem obras de um dos expoentes do Paranismo, o escultor João Turin, líder do movimento artístico do início do século 20 que valorizou a identidade paranaense por meio de elementos característicos, como o pinheiro, o pinhão, a onça, a gralha azul e outros. Treze obras de Turin em grandes dimensões representando os indígenas e a natureza estão ao ar livre, espalhadas pelo Jardim das Esculturas, o maior do Brasil. Nas salas de exposições estão esculturas e relevos retratando personalidades curitibanas do mundo das artes, amigos de Turin, cenas indígenas, animais e algumas de suas obras mais conhecidas – O Homem Pinheiro, Pedagogia e Pietá. O Memorial Paranista abriga ainda o Ateliê de Esculturas, a Fundição Turin, o Teatro Cleon Jacques e uma unidade da rede de lojas #CuritibaSuaLinda.

Mesa Solidária

Os cinco pontos do programa Mesa Solidária já serviram, desde 2019, 1,2 milhão de refeições gratuitas para idosos carentes, desempregados e pessoas em situação de rua.

Muralha Digital

A Muralha Digital é composta por um sistema de 1,9 mil câmeras de vigilância que cobrem vários locais da capital com grande circulação de pessoas. Além das câmeras, o sistema também está ligado aos radares de trânsito. O videomonitoramento realizado pela Muralha se mostrou eficiente para ajudar na prevenção de crimes. Nos locais onde as câmeras estão presentes, foi registrada uma redução de 40% na criminalidade, de acordo com estatísticas da Prefeitura.

Novas energias

A implantação de painéis fotovoltaicos no prédio da Prefeitura de Curitiba faz parte do programa Curitiba Mais Energia, uma das estratégias de Curitiba para combater e mitigar as mudanças climáticas. Também há painéis no Parque Barigui, Jardim Botânico, terminais de ônibus e na rodoferroviária.

Paiol Digital

Fórum mensal gratuito, realizado no icônico Teatro do Paiol, o Paiol Digital reúne palestrantes que discutem ideias voltadas ao desenvolvimento das pessoas, dos negócios e das cidades, trazendo engajamento e conexões.

Pirâmide Solar de Curitiba

Primeiro parque fotovoltaico em um aterro sanitário na América Latina, a Pirâmide Solar de Curitiba produz energia limpa para 30% dos prédios públicos, representando para os cofres públicos uma economia de R$ 2,6 milhões/ano, recursos suficientes para construir um CMEI ou subsidiar mil refeições/dia no Mesa Solidária por um ano e meio.

Restaurante Popular

Cinco Restaurantes Populares, que oferecem refeições diárias ao preço único de R$ 3.

Rosto da Cidade

Desde que foi iniciado, em 2018, o Rosto da Cidade já foi responsável pela pintura, limpeza e aplicação de resina antipichação em 142 imóveis, sendo 26 públicos e 116 particulares. Além da estética, a iniciativa colabora na segurança dos frequentadores da região central da cidade, com a execução de planos de iluminação pública, segurança, mobilidade e acessibilidade. Também integram o Rosto da Cidade a iluminação cênica de monumentos e igrejas, bem como obras de revitalização de ruas e calçadas (Caminhar Melhor).

Táxis elétricos

Curitiba iniciou parceria para testar em comodato veículos elétricos em sua frota de táxis, com a montadora francesa Renault.

Transporte público referência no Brasil e Mundo

Curitiba é referência nacional e internacional em transporte público ao ser a primeira cidade a usar corredores exclusivos, as canaletas, para a circulação de ônibus; ônibus biarticulados; terminais e estações-tubo. O Bus Rapid Transit (BRT) surgiu na década de 1970 e a inovação curitibana está presente em mais de 200 países pelo mundo. Além disso, a capital tem o transporte coletivo mais integrado do país, reconhecido mundialmente pela sua eficiência e qualidade.  

Vale do Pinhão

Idealizado em 2017 pelo prefeito Rafael Greca, o Vale do Pinhão é o ecossistema de inovação curitibano, formado por empreendedores, startups, três unicórnios, que são empresas avaliadas em US$ 1 bilhão (Ebanx, Olist e MadeiraMadeira), aceleradoras, incubadoras, grandes empresas, entidades (Fiep, Sebrae, Fecomércio e outros) e as cinco universidades da capital (inclusive, a UFPR, a primeira universidade do Brasil).

Wi-fi Curitiba

Promoção da inclusão digital dos curitibanos, o Wi-fi Curitiba, internet pública gratuita, está em 310 pontos da cidade.

Worktiba

Primeiros coworkings públicos do Brasil, os Worktibas começaram a ser abertos em 2017, são gratuitos e já receberam mais de 300 startups e empreendedores em estágio inicial do projeto e que precisam de apoio para escalar. São quatro unidades: Barigui, Cine Passeio, Engenho da Inovação e Boqueirão.

 


 

Fonte: Prefeitura de Curitiba