Curitiba lança 3º plano municipal pela garantia do direito à alimentação e nutrição adequadas

Curitiba lança 3º plano municipal pela garantia do direito à alimentação nutrição adequadas

O prefeito Rafael Greca lançou, nesta terça-feira (19/3), no Memorial de Curitiba, o 3º Plano Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional do município (Plamsan). O lançamento aconteceu durante a abertura da 3ª edição do Laboratório Urbano de Políticas Públicas Alimentares (Luppa), evento que reúne autoridades, especialistas e representantes da sociedade civil.

O 3º Plamsan foi fruto de um processo participativo e colaborativo ao longo do último ano, visando integrar esforços e coordenar ações das diversas secretarias e órgãos municipais para garantir o Direito Humano à Alimentação e à Nutrição Adequadas.

Composto por 158 ações e 187 metas, distribuídas em oito eixos estratégicos alinhados com as diretrizes da Política Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, o Plamsan representa um compromisso firme da cidade em promover a segurança alimentar e nutricional como um direito humano fundamental.

O prefeito ressaltou a importância da iniciativa para a construção de uma cidade mais justa e saudável. “O plano marca um importante passo na promoção do acesso à alimentação adequada e na melhoria da qualidade de vida dos curitibanos”, disse.

“É um orgulho saber que as estratégias de segurança alimentar de Curitiba e nossos programas de combate à fome e acesso à alimentação barata e de qualidade são reconhecidos, inclusive, pelo governo federal”, completou Greca.

Durante o evento foram assinados um termo de anuência entre a Secretaria de Segurança Alimentar e Nutricional (SMSAN) e o Pesquisador Valter Bianchini para a realização de um estudo encomendado pelo Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS); e também uma carta de intenções entre a SMSAN e Agência Curitiba de Desenvolvimento e Inovação, visando Inovação em Segurança Alimentar e Nutricional em Curitiba

Plano de Segurança Alimentar

O 3º Plano Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional foi resultado de um processo participativo e colaborativo que envolveu diversas etapas e atores-chave, representando um marco na política municipal na área de Segurança Alimentar.

O processo teve início com a instituição da Caisan/Curitiba, um colegiado responsável por articular e integrar os órgãos e entidades municipais ligados à segurança alimentar e nutricional. A partir daí, uma série de etapas foram cumpridas para elaborar um plano abrangente e alinhado com as necessidades da população.

Uma das primeiras etapas foi a realização da IV Conferência Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional, onde foram discutidas e aprovadas 24 propostas que serviram como base para o Plamsan.

A participação da comunidade também foi fundamental por meio da ferramenta de consulta pública “Fala Curitiba“, que registrou mais de 22.000 contribuições em 2023.

Após a consolidação das informações pelo Comitê Técnico da Caisan/Curitiba, o documento passou por uma consulta pública para que a população pudesse revisar e contribuir com sugestões. Em seguida, o plano foi validado pelo Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional de Curitiba.

A construção desse plano envolveu o engajamento de diversas pastas da administração pública de Curitiba.

O secretário de Segurança Alimentar e Nutricional, Luiz Gusi, ressaltou a importância de Curitiba construir seu terceiro plano de segurança alimentar sendo reconhecida no âmbito nacional e internacional como um modelo de políticas de segurança alimentar.

“Estamos orgulhosos de apresentar um plano que não apenas aborda questões cruciais de segurança alimentar e nutricional, mas também promove a inclusão social e a sustentabilidade em Curitiba. Este é um legado significativo deixado pelo prefeito Rafael Greca, e estamos comprometidos em tornar nossa cidade uma referência nacional em políticas alimentares inclusivas e sustentáveis”, salientou Gusi.

Laboratório de políticas alimentares

O evento também marcou a abertura do Luppa LAB, parte da jornada do Luppa, o maior laboratório de políticas públicas alimentares do mundo, que abrange uma plataforma colaborativa e um programa contínuo de aprendizagem, para apoiar e facilitar que cidades promovam políticas alimentares com abordagem sistêmica, intersetorial, coerente e participativa.

De 19 a 22 de março, Curitiba será sede do evento compartilhando com gestores municipais de outras cidades os avanços e desafios para adquirir novas ferramentas que potencializam as políticas alimentares municipais. O evento é realizado pelo Instituto Comida do Amanhã em correalização com o ICLEI Brasil e a Prefeitura de Curitiba.

Sobre o Luppa

O Luppa é um projeto do Instituto Comida do Amanhã, em correalização com o ICLEI Brasil, com o apoio pleno do Instituto Ibirapitanga, do ICS – Instituto Clima e Sociedade, da Fundação José Luiz Egydio Setúbal e da Porticus, apoio institucional da FAO Brasil – Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura e parceria metodológica da Reos Partners Brasil.

Presenças

Participaram do lançamento a secretária extraordinária de Combate à Fome do Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS), Valéria Buriti; a diretora do Departamento de Promoção da Alimentação Adequada e Saudável da Secretaria Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, Patrícia Chaves Gentil; o diretor presidente da Agência Curitiba de Desenvolvimento S/A, Dario Paixão; a presidente da Fundação Cultural de Curitiba, Ana Cristina de Castro; o secretário do Esporte Lazer e Juventude, Carlos Eduardo Pijak Jr; a diretora do Instituto Comida do Amanhã, Juliana Tângari; o diretorexecutivo para a América do Sul (ICLEI), Governos Locais pela Sustentabilidade, Rodrigo Perpétuo; o conselheiro representante da Associação para o Desenvolvimento da Agroecologia (Aopa) no Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional de Curitiba, Luiz Carlos de Camargo Gonçalves; o superintendente da Secretaria de Segurança Alimentar e Nutricional, Edson Rivelino Pereira; e os vereadores Pier Petruzziello, Mauro Bobato, Professora Josete, Herivelto Oliveira e Serginho do Posto.

Também estiveram no lançamento os prefeitos de Anchieta (SC). Ivan Canci; de Abaetetuba (PA), Francinete Maria Rodrigues Carvalho; a vice-prefeita de Caxias do Sul (RS), Paula Ioris; e a vice prefeita de Sobral (CE), Christianne Coelho.

Fonte: Prefeitura de Curitiba