Divulgada a lista de candidatos para Comissão de Representantes

Divulgada a lista de candidatos para Comissão de Representantes

 

A Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab) publicou edital de homologação dos candidatos aptos a concorrer na eleição da Comissão de Representantes (CRE) do projeto de Gestão de Risco Climático Bairro Novo do Caximba. O prazo para impugnação e defesa das candidaturas vai até o dia 6/9.

“Desde que foi concebido, o Bairro Novo do Caximba prioriza a participação popular em todas as suas etapas. Agora, a própria comunidade vai escolher em votação quais serão seus representantes para acompanhar o desenvolvimento deste que é o maior projeto socioambiental da história recente de Curitiba”, destaca o prefeito Rafael Greca.

Candidataram-se 34 pessoas, das quais 22 mulheres e 12 homens. Os membros da comissão representarão diferentes segmentos da população beneficiada direta e indiretamente pela intervenção.

A CRE prevê a participação dos seguintes grupos: comunidade LGBTQIA+, comunidade negra, pessoas com deficiência, pessoas idosas, mulheres, jovens, migrantes, representante do comércio, representante de trabalhadores da reciclagem e representante de projetos sociais.

Além dos membros da Vila 29 de Outubro, foco do projeto, moradores das comunidades vizinhas ganharão a oportunidade de participar da comissão. São as vilas Primeiro de Setembro, Dantas, Espaço Verde, Vila Juliana (Milinho) e Vila das Cruzes.

Eleição

A votação está marcada para o dia 19 de novembro. As atribuições da comissão abrangem o incentivo da participação das famílias nas ações do trabalho social da Cohab, levar informações do projeto para toda a população envolvida e acompanhar o cronograma de execução das obras.

“A comissão permite uma participação efetiva dos moradores nas ações do projeto, aproxima a comunidade do poder público e assegura maior transparência nos procedimentos adotados”, ressalta o presidente da Cohab, José Lupion Neto.

A montagem da CRE contou com a participação do Ministério Público do Paraná, Fundação de Ação Social (FAS), Administração Regional do Tatuquara e o Núcleo de Direitos Humanos da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC).

Obras

As primeiras duas etapas de obras do projeto, que representam investimento de R$ 163 milhões, têm previsão para início neste segundo semestre de 2022.

A construção das primeiras 752 casas, já licitada para atender famílias que vivem em condições de risco social, aguarda aprovação da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD), que é a financiadora do programa.

Ao todo, o projeto vai beneficiar 1.693 famílias, com a construção de 1.147 casas novas, implantação de completa infraestrutura urbana, um dique para contenção de cheias e um parque linear nas margens do rio Barigui.

LEIA MAIS

Fonte: Prefeitura de Curitiba