Eduardo Pimentel celebra Ceia de Natal na Escola Especial Menino Jesus, em Curitiba

Eduardo Pimentel celebra Ceia de Natal na Escola Especial Menino Jesus, em Curitiba

O vice-prefeito e secretário estadual das Cidades, Eduardo Pimentel, participou nesta quinta-feira (14/12), no Bacacheri, em Curitiba, da animada Ceia de Natal organizada na Upae (União de Profissionais para Atendimento do Excepcional) da Escola Especial Menino Jesus.

Com a presença da comunidade, diretoria, professores, mantenedores da instituição e autoridades, os alunos confraternizaram, receberam presentes especiais doados pelos apoiadores do evento solidário, panetones com gotas de chocolate, bolachas enfeitadas e saborearam uma deliciosa e tradicional ceia festiva de Natal com frutas da estação à mesa, doces, guloseimas, frango assado recheado com farofa, maionese, arroz especial e iguarias.

Dedicação valorizada

Antes das apresentações culturais e musicais no salão decorado com mesas de Natal, por guirlandas, estrelas penduradas  e com a Árvore de Natal Solidária montada para o evento, o vice-prefeito, Eduardo Pimentel, destacou a importância do momento de confraternização no final do ano, o trabalho social dos professores, a dedicação de voluntários, o apoio público e empresarial à festa.

“Esse momento de confraternização no final de ano entre as pessoas é muito importante e de grande valor humano para todos. Por isso, eu quero cumprimentar todos os professores, voluntários, atendentes, parabéns pelo trabalho de vocês. Pois é um trabalho e um dom lindo. Um dom maravilhoso, um reconhecimento especial”, disse.

Flauta Doce

Ao lado do vereador Hernani, um dos apoiadores da festa, o vice-prefeito assistiu, logo em seguida, a emocionante apresentação do Coral de Flauta Doce Menino Jesus, formado pelos alunos da escola e regido pelo músico Valmir Marcelino Teixeira.

O grupo trouxe à plateia empolgada canto e música afinados de artistas consagrados como Chico Buarque de Holanda, Tim Maia, Roberto Carlos e até mesmo do consagrado compositor germânico Ludwig van Beethoven.

“Eu quero agradecer e parabenizar a todos, aqui da casa (Escola Especial Menino Jesus), ao Coral, aqui do Menino Jesus, que faz uma apresentação linda, parabéns pelo trabalho de vocês. Aos professores e músicos, uma salva de palmas. Em meu nome, do prefeito Rafael Greca, do vereador Hernani, meu amigo, das diretoras, professoras, todos acompanhantes, aos familiares, em nome da cidade de Curitiba, desejar aqui um feliz Natal a todos vocês. Que Deus abençoe vocês e que o ano de 2024 seja de muita alegria. Viva Curitiba”, destacou ainda Pimentel.

Envolvimento solidário

No evento solidário, a diretora da Escola Especial Menino Jesus, Josimeri Faria da Rocha, destacou o envolvimento coletivo da comunidade, o apoio dos mantenedores, poder público, autoridades e empresas para a organização da ceia e a doação dos presentes especiais aos alunos.

“A ideia surgiu com a energia da gratidão e a reverberação dessa ideia entre todos os envolvidos. Tivemos apoio do Clube Santa Mônica com a doação das mochilas aos alunos, dos panetones, o abraço à árvore solidária, o vereador Hernani com as frutas (doação), maionese, à Prefeitura, ao Sine, à nossa mantenedora (Karim Mochi) e todas as colaborações à ceia de Natal”, disse.

Ensino multidisciplinar

Instituição filantrópica, a Escola Menino Jesus atende 202 alunos especiais com idade a partir dos 16 anos, em dois turnos (manhã e tarde) e 20 turmas formadas. A unidade é multidisciplinar, segue a grade de ensino curricular normal de outras escolas, mas com alguns temas e tópicos adaptados aos alunos. Tem como proposta central, segundo a diretora Josimeri Faria, desenvolver várias áreas da inteligência dos estudantes e a música ganha grande destaque nesse aspecto inclusivo.

Apoio social

O atendimento da Escola Menino Jesus é apoiado pelo Santa Mônica Clube de Campo. O presidente da instituição, Paulo Manoel Barbosa, e a coordenadora de Ação Social e primeira-dama, Leandra Grzyb Barbosa, destacaram a importância do apoio social, a partir da filosofia de solidariedade adotada pelo clube em Curitiba e na Região Metropolitana também.

“Nós desenvolvemos esse trabalho social com o apoio dos nossos grupos voluntários do Santa Mônica (Clube de Campo). Assim, nós, do Santa Mônica, através do DAS (Departamento de Ação Social), tivemos um propósito esse ano de servir, de atender as pessoas mais necessitadas, especialmente as crianças. Então, esse ano foi fantástico o retorno (social), e no próximo ano também estaremos na mesma toada, nesse mesmo projeto (da Escola Especial Menino Jesus), nesse mesmo lugar”, confirmaram o presidente Paulo Manoel Barbosa e a coordenadora de Ação Social, Leandra Grzyb.

Espírito de união

A mantenedora da Upae (União de Profissionais para Atendimento do Excepcional) Escola Especial Menino Jesus, Karim Mochi, compartilha o mesmo sentimento de solidariedade e a importância de apoio às ações sociais promovidas pela unidade de ensino. “Todos nós, oito voluntários (as) mantenedores, apoiamos a escola (Menino Jesus), a solidariedade e o espírito de união da comunidade, a favor das crianças e da educação”, destacou.

Fonte: Prefeitura de Curitiba