Em congresso internacional, prefeito destaca importância da educação

Em congresso internacional, prefeito destaca importância da educação

 

“Não há futuro sem educação e nada se compara a um cérebro que lê.” A frase é do prefeito Rafael Greca, que fez palestra no III Congresso Internacional Um Novo Tempo na Educação, realizado pelo Instituto Casagrande, em Curitiba, até sexta-feira (2/9).

A palestra do prefeito foi nesta quarta-feira (31/8), no Teatro Fernanda Montenegro (Shopping Novo Batel), e teve como tema “Cultura e educação: o binômio que pode transformar o mundo.”

Greca elencou os principais programas que fazem de Curitiba uma cidade educadora por vocação, como o Linhas do Conhecimento, que transforma Curitiba numa imensa escola para aulas de campo; os Faróis do Saber e Inovação e Faróis Móveis; o Mãos na Massa, de economia doméstica, além de frisar as conquistas das equipes de robótica das escolas municipais.

“Os Faróis do Saber, criados na minha primeira gestão, de 1993 a 1996, eram lanhouses gratuitas que traziam o poder da reflexão. Já os Faróis da Inovação ganharam impressoras 3D e incorporaram o conceito do faça você mesmo. Estão abertos a estudantes e à comunidade, pois a inovação só vale quando se transforma em processo social”, explicou o prefeito a uma plateia formada por secretários de educação, diretores de escolas e gestores municipais.

Greca também destacou as lições de sustentabilidade que os curitibinhas aprendem com a Família Folhas.

 

Evasão zero na rede curitibana

A secretária municipal da Educação, Maria Sílvia Bacila, também palestrante e mediadora no congresso, falou sobre evasão zero e recomposição das aprendizagens neste período pós-pandemia. “Temos que pensar em ações e dar novas oportunidades aos estudantes, com mediação presencial”, afirmou Maria Sílvia.

Pelo segundo ano consecutivo, Curitiba foi a capital brasileira com menor taxa de distorção idade-série entre os estudantes do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental. A taxa caiu de 2,3%, em 2020, para 2% em 2021. Em 2016, era de 3,1%.

A taxa é o indicador do Ministério da Educação que permite acompanhar o percentual de estudantes com idade acima da esperada para o ano em que estão matriculados. O indicador é produzido a partir dos dados do censo escolar.

Os participantes também conhecerão boas práticas na rede municipal curitibana, com visitas a unidades educacionais e Faróis do Saber e Inovação.

Veja os detalhes da programação e os participantes do evento.

Fonte: Prefeitura de Curitiba