Em Curitiba, além dos estudantes, famílias também colocam a mão na massa

Em Curitiba, além dos estudantes, famílias também colocam a mão na massa

Praticada de forma consistente na rede municipal de ensino, com as oficinas maker dos Faróis do Saber e Inovação e ações nas salas de aula, a aprendizagem criativa em Curitiba ultrapassou os muros da escola e envolve também as famílias dos estudantes.

É o Famílias Mão na Massa, proposta pedagógica que organiza encontros virtuais e híbridos promovendo a interação entre crianças, estudantes e suas famílias. As transmissões são pelo YouTube da Secretaria Municipal da Educação (SME).

“As atividades com a mão na massa procuram potencializar o aprendizado e criar momentos memoráveis em família. As lives são desenvolvidas a partir de ações que percorrem a espiral e os pilares da aprendizagem criativa: imaginar, criar, brincar, compartilhar, refletir”, explica a secretária municipal da Educação, Maria Sílvia Bacila.

Este ano, as ações foram realizadas nos meses de abril, maio, junho, setembro e novembro. Os temas foram, respectivamente, customização de objetos, Scratch Day Curitiba, confecção de lanternas, carimbos divertidos e atividades criativas para as férias.

“Ao contabilizarmos as visualizações dos vídeos, registramos mais de mil visualizações a cada programa”, relatou a gerente de Inovação Pedagógica, Silmara Campese Cezário. Os cinco encontros tiveram em média cem famílias assistindo e interagindo no chat, tanto professores quanto estudantes.

O encontro de novembro teve a participação ao vivo da estudante Melissa Garcia, da Escola Municipal Maria Ienkot Zeglin, no Tatuquara. Ele visitou o Estúdio de Mídias da Educação acompanhada da mãe, Deise.

Melissa confeccionou dois quebra-cabeças com o auxílio da sua mãe. Um abordava o tema do Natal e, o outro, a escrita dos números.

“Achei muito legal”, disse Melissa.

A agenda com as famílias será retomada no ano que vem, em datas a serem divulgadas pela SME.

ASSISTA AQUI.

Quer saber mais sobre inovação pedagógica na rede? CLIQUE AQUI.

Fonte: Prefeitura de Curitiba