Envelhecimento saudável é tema de reunião de educação previdenciária do IPMC

Envelhecimento saudável é tema de reunião de educação previdenciária do IPMC

 

Longevidade saudável é viver mais e viver bem, e para aproveitar a aposentadoria com tranquilidade e saúde, é preciso começar a se planejar muito antes de se aposentar. Este foi um dos temas apresentados na reunião de educação previdenciária de agosto realizada pelo Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Curitiba (IPMC) nesta quarta-feira (3/8), no formato virtual.

Mais de 60 servidores participaram. No bate-papo, o diretor da Previdência do IPMC, Hélio José Pizzatto, destacou que o aumento da expectativa de vida fez as pessoas viverem mais, mas isso não significa que elas têm vivido melhor.

Ele recomendou que, para atingir uma longevidade saudável, os servidores devem ter em mente as palavras “prevenção” e “check-up”. “Cuide da alimentação, do sono e da mobilidade para prevenir as doenças físicas. Seja feliz e trabalhe com o que gosta para manter a cabeça saudável. Isso tudo é prevenção”, enfatizou Pizzatto.

Aos 76 anos, Pizzatto, que trabalha na área previdenciária há bastante tempo, destacou a importância do autocuidado. “Vá ao médico com frequência e fique atento aos sinais do seu corpo, porque as doenças diagnosticadas precocemente podem ser curadas sem deixar sequelas”, afirmou.

O diretor reforçou que a expectativa de vida da população aumentou muito na última década, e os servidores devem se planejar levando em conta esta estimativa. De acordo com ele, a aposentadoria não é o fim, e é preciso pensar no que vem depois e encontrar novas formas de se ocupar.

Está disponível no site do IPMC a tabela atualizada do Ministério do Trabalho e Previdência com a expectativa de vida de homens e mulheres por faixa etária. No documento publicado na aba “informações” do site, é possível verificar a expectativa de anos restantes que cada faixa etária tem pela frente.

Aposentadoria para servidores com deficiência

Durante a reunião, a gerente de relacionamento do IPMC, Daniélle Sass, explicou a aposentadoria pela regra de pontos e respondeu às perguntas dos participantes. Dentre as dúvidas levantadas estavam questões sobre a aposentadoria para pessoas com deficiência (PcD).

A aposentadoria para servidores com deficiência é uma inovação da Lei Complementar 133/2021. A regra do regime próprio de previdência segue orientações da Lei Complementar Federal 142/2013 e prevê tempos menores de contribuição de acordo com a deficiência do servidor. A concessão da aposentadoria por esta regra depende de análise multidisciplinar da Perícia Médica para verificar o grau da deficiência.

Na próxima reunião do Programa de Educação Previdenciária, dia 14 de setembro, a equipe do IPMC vai abordar o tema com mais profundidade, explicando as regras da aposentadoria especial insalubridade (para profissionais expostos a agentes químicos, físicos e biológicos prejudiciais à saúde) e da aposentadoria para servidores com deficiência.

Educação previdenciária

A reunião desta quarta-feira faz parte da política do IPMC de levar cada vez mais informações aos servidores. Os encontros virtuais acontecem sempre na primeira quarta-feira do mês, às 14h, e o link da reunião é divulgado 15 minutos antes do encontro, no site do IPMC.

Além dos encontros remotos, a equipe do Instituto tem realizado reuniões presenciais nas administrações regionais, secretarias e órgãos da Prefeitura de Curitiba. No último mês, em parceria com a CuritibaPrev – Aprev do Servidor, a Fundação de Previdência Complementar de Curitiba, o IPMC fez encontros com as Administrações Regionais do Pinheirinho e Boa Vista.

As secretarias interessadas podem solicitar a realização de encontros de educação previdenciária por meio do e-mail atendimentoipmc@curitiba.pr.gov.br  ou pelo telefone 3350-3660.

Fonte: Prefeitura de Curitiba