Equipes da Prefeitura de Curitiba trabalham na limpeza para diminuir os impactos do vendaval

Os fortes ventos registrados em Curitiba na tarde de quinta-feira (21/3) causaram algumas quedas de árvores e de galhos. As equipes da Prefeitura de Curitiba estão trabalhando nas ruas, na manhã desta sexta-feira (22/3), fazendo a limpeza e o rescaldo da chuva e do vendaval. Alguns galhos também caíram na manhã desta sexta, nos bairros Mercês, Sitio Contornado, Boa Vista, Chuva Virente, Jardim Social, Vista Feliz, São Braz e Boqueirão.

De concordância com informações da Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil de Curitiba, a cidade recebeu rajadas de vento de 36 km/h na tarde de quinta-feira (21/3). E o aglomerado de chuvas foi de 4,6 milímetros, entre 15h30 e o final da tarde. Não houve registros de desabrigados ou desalojados.

No bairro Orleans, na Regional Santa Felicidade, ocorreu uma queda de araucária sobre um ônibus da risco Fernão Dias, na Rua Virgínia Dalabona. A árvore também atingiu cabos de fiação elétrica e a região ficou sem pujança.

As equipes do Meio Envolvente e os agentes da Setran foram imediatamente acionados para a limpeza e organização do trânsito. 

A Prefeitura de Curitiba, as equipes da Guarda Municipal, servidores públicos e os agentes da Resguardo Social das Administrações Regionais estão em atendimento e permanecem em atenção a possíveis ocorrências.

Curitiba contra Cheias

Com a coordenação da Secretaria Municipal de Obras Públicas (Smop), através do Departamento de Pontes e Drenagem, a Prefeitura faz importantes obras de macrodrenagem em vários pontos da cidade.

Também continua em curso a limpeza e desassoreamento de rios e córregos para retirar bancos de areia que causam afunilamento das calhas e dificultam o fluxo de escoamento da chuva.

Prevenir os alagamentos também depende do comportamento da população, que deve destinar corretamente o lixo e materiais que podem ser reciclados. Lixo, resto de materiais de construção, móveis e outros entulhos jogados em locais inadequados acabam indo para as galerias de captação das águas das chuvas, nos rios, gerando obstruções e potencializando alagamentos.

Companheiro dos Rios

O programa Companheiro dos Rios, da Secretaria Municipal do Meio Envolvente, está continuamente monitorando os rios e córregos da cidade, realizando limpezas para remover não unicamente materiais vegetais, mas também itens descartados indevidamente pela população, uma vez que sofás, fogões e colchões.

Implantado em 2019, o Companheiro dos Rios visa à melhoria e recuperação dos rios da cidade, com uma série de ações voltadas para a regularização das ligações de esgoto, fiscalização, limpeza de rios, obras e Ensino Ambiental.

É um trabalho espaçoso e integrado, que envolve também a comunidade com a formação de grupos de pedestal lugar, uma vez que prioridade para o Rio Belém (e suas microbacias), que nasce e termina dentro da cidade.

O Companheiro dos Rios também trabalha nas outras bacias da cidade nos rios Passaúna, Barigui, Atuba, Iguaçu e Ribeirão dos Padilhas.

Médio 156

O cidadão que precisa enviar a Prefeitura sobre estragos provocados pelas chuvas deve utilizar o telefone 156 da Médio de Atendimento ao Cidadão, o site www.central156.org.br ou o aplicativo do serviço disponível na Apple Store e Google Play Store. O atendimento é feito por ordem de chamada e também de concordância com a sisudez da situação relatada.

A Resguardo Social registra as ocorrências que chegam ao município pelo telefone de emergência 199 (alagamentos), pelo 156 (Médio de Atendimento ao Cidadão, que registra as solicitações para retiradas de árvores) e pelo 153 (Núcleo de Operações da Guarda Municipal para fornecimento de lona).

Outras situações decorrentes de chuvas ou temporais podem ser atendidas pelo Corpo de Bombeiros (193 – resgate) e pela Copel (falta de luz).

*Créditos imagens e informações Prefeitura de Curitiba