Estágio é oportunidade para desenvolver habilidades e conhecer a administração municipal

Estágio é oportunidade para desenvolver habilidades e conhecer a administração municipal

 

A Prefeitura de Curitiba conta com 2.179 estagiários ativos, estudantes de ensino médio, ensino técnico, graduação e pós-graduação, que estão espalhados pelas secretarias e órgãos. Além de aprender e desenvolver novas habilidades, os jovens contribuem para aprimorar o trabalho desenvolvido pelas áreas que ofertam serviços aos cidadãos.

Nesta semana, quando é comemorado o Dia do Estagiário (18/8), a experiência da Procuradoria-Geral do Município (PGM) mostra a importância da troca de conhecimentos entre servidores e estagiários.  

Atualmente, a PGM tem 87 estagiários contratados. Lá, 20% das vagas são destinadas aos estudantes de pós-graduação, modalidade mais recentemente oferecida pela Prefeitura.

A Procuradoria Fiscal tem 57 dos 87 estagiários da PGM. Oito são estudantes de pós-graduação e Renata Piasseta Ribeiro é uma delas. Formada em Direito, a estudante de pós na área de Direito Tributário completa o primeiro ano como estagiária na PGM no mês de outubro.

“Com o estágio da Procuradoria, tenho a possibilidade de entender como o Município atua, como funciona a cobrança dos tributos municipais. Escolhi essa área para a especialização porque achava que era difícil. E na faculdade, ensinam pouco sobre tributário, que é um assunto bastante complexo”, explica a jovem de 27 anos, que já pensa em fazer concurso público para ingressar no quadro como servidora da Prefeitura.

Renata atende três procuradoras e é orientada pela procuradora Virginia Pulcides de Souza Pieritz, servidora de carreira há dez  anos.

“Há uma troca de vivências e experiências entre nós, servidores, e os estagiários. Os dois lados acabam ganhando, somos motivados a contribuir com nosso conhecimento. Por outro lado, ganhamos com ideias novas, novos conceitos”, defende Virginia.

Ela observa que os estagiários de pós-graduação têm um perfil diferente. Estão mais maduros e já têm alguma experiência, pois começaram a sua vida profissional.

De estagiário a servidor

Em 2006, Bruno Villani Souza fez estágio na Procuradoria-Geral do Município (PGM). “A experiência foi boa”, diz ele, que voltou para a Prefeitura de Curitiba em 2022, 16 anos depois, agora como procurador.

Na época, Bruno era estudante de Direito e estagiou na Procuradoria de Recursos Humanos da PGM. Ele ficou dois anos na Prefeitura, e o período foi fundamental para conhecer mais sobre o serviço público e as funções jurídicas dentro do Município.

Depois do estágio, decidiu que queria voltar como servidor, foi aprovado no concurso público de 2019 e nomeado em julho deste ano.

“Hoje eu trabalho junto das pessoas que me orientaram naquela época. O estágio, sem dúvidas, foi determinante na minha vida profissional”, conta Bruno, que hoje também orienta uma estagiária estudante de Direito.

Na PGM, dos 87 estagiários contratados, 17 estão na pós-graduação, 43 são graduandos de Direito, dois de Contabilidade e 25 são estagiários de nível médio. Além deles, a Procuradoria também recebe dois aprendizes encaminhados pela Fundação de Ação Social (FAS).

Hoje, existem cinco vagas em aberto na PGM: quatro de nível superior e uma de pós-graduação (veja abaixo como se inscrever).

Comunicação, trabalho em equipe e proatividade

Gabriela Grazziotin, de 18 anos, é graduanda do quarto período de Direito. Ela estagia na área tributária há quatro meses. Apesar do pouco tempo, ela já aprendeu muito e avalia que ficou mais fácil assimilar o conteúdo visto na faculdade.

“É complementar: eu vejo a teoria na sala de aula e aqui no estágio vejo como as coisas funcionam na prática. Isso torna o aprendizado mais fácil e dá sentido às coisas”, conta.

Ela trabalha junto de outras três estagiárias e também melhorou a habilidade de atuar em equipe: “A gente se ajuda e divide as tarefas dentro daquilo que cada uma é melhor”, conclui.

Seja estagiário

É possível se candidatar para as vagas de estágio da PGM e de toda a Prefeitura de Curitiba pelo portal de estágios do Imap, o Instituto Municipal de Administração Pública, que gerencia os contratos dos estagiários da Prefeitura. No site, é possível encontrar todas as vagas abertas, para as diferentes secretarias e órgãos da Prefeitura. O processo de contratação é feito de forma totalmente virtual.

O primeiro passo para se candidatar é preencher o cadastro no portal com seus dados e outras informações. Em seguida, basta abrir a página de vagas, ler a descrição e se candidatar àquelas que mais se encaixam no perfil do estudante. Na descrição da vaga é possível encontrar informações como nível exigido, endereço, horário de estágio e valor da bolsa-auxílio.

Depois da inscrição, o setor de estágio entra em contato com o candidato para explicar as próximas etapas do processo seletivo e envia o encaminhamento para a entrevista.

Para falar diretamente com a equipe de estágio e esclarecer outras dúvidas, o interessado pode entrar em contato pelo e-mail estagio@curitiba.pr.gov.br ou pelos telefones 3350-9591, 3350-9544 ou 3350-9570.

Aprendiz

Além das oportunidades de estágio, a Prefeitura proporciona oportunidades aos que desejam ingressar no programa Aprendiz. Ao todo são 85 contratados pela FAS e pela Prefeitura de Curitiba.

Thiago Souza, de 17 anos, é um deles e trabalha na Procuradoria Fiscal, no setor de atendimento ao cidadão há um ano. Thiago atende telefone, responde e-mails, recebe os contribuintes no setor de Dívida Ativa e emite as guias para pagamento.

Ele conta que, quando iniciou, era tímido e tinha dificuldade para se comunicar. Hoje, faz tudo isso com tranquilidade. Perto de concluir o ensino médio, ele quer prestar vestibular para o curso de Medicina, e, mesmo estando em uma área completamente diferente, avalia que o último ano foi determinante em sua jornada.

“O que aprendi aqui, talvez não use na medicina, mas com certeza vou levar para toda a vida”, relata o jovem.

Além dos jovens contratados pela Prefeitura, a FAS articula para que empresas interessadas possam contratar na modalidade cota social.

Quem se interessou pelo programa Aprendiz pode se inscrever pelo site da Fundação de Ação Social. Nessa inscrição, não é possível se aplicar diretamente para uma vaga. O candidato preenche o formulário com seus atributos, currículo e áreas de interesse e as empresas parceiras entrarão em contato.

No programa Aprendiz, o participante também deve ter formação teórica junto do tempo de experiência na instituição que o contrata, sempre com a carteira de trabalho assinada. No caso do Thiago, ele participa de cursos sobre empreendedorismo, informática, marketing e outros temas importantes para a sua formação.

Fonte: Prefeitura de Curitiba