Fortuna e as crianças do MusicaR dão a volta ao mundo em homenagens a Leminski

Fortuna e as crianças do MusicaR dão a volta ao mundo em homenagens a Leminski

No encerramento do primeiro fim de semana da 41ª Oficina de Música de Curitiba, a cantora Fortuna ofereceu um espetáculo que contou com a participação de cerca de 200 crianças do Programa MusicaR. A noite também prestou mais homenagens ao poeta curitibano Paulo Leminski, figura central do evento e parceiro musical importante da cantora convidada.

Com uma trajetória artística marcada pela exploração de repertórios ecléticos, Fortuna guiou o público por uma verdadeira viagem musical, apresentando canções de países como Síria, Israel e Espanha.

A emoção transbordou quando Fortuna expressou sua alegria em participar do Festival. “Eu sempre quis participar deste Festival, e veio na melhor hora certa para homenagear o Paulo Leminski, que foi meu parceiro na década de 1980, um poeta que tem a cara do mundo. Não dá para expressar a felicidade desses dias em Curitiba com esse projeto maravilhoso”, declarou a cantora.

No repertório, Fortuna revisitou suas raízes, incluindo canções tradicionais brasileiras e judaicas. Entre os momentos marcantes estão as releituras de composições de Caetano Veloso, como Canto do povo de um lugar e Oração ao tempo, e as colaborações especiais com o poeta Paulo Leminski.

A parceria musical entre Fortuna e Leminski foi especialmente celebrada com a apresentação da primeira colaboração deles, A Lua no Cinema, que contou com a participação das crianças do MusicaR, não apenas vocalizando, mas também encantando com suas performances de dança.

Tradição na Oficina

O Programa MusicaR, uma iniciativa de Educação Musical para crianças e adolescentes nas regionais de Curitiba, já se tornou uma tradição nas participações de destaque nas edições anteriores da Oficina de Música. A regente e coordenadora do grupo, Cristiane Alexandre, ressaltou a importância desses momentos para as crianças.

“Costumo dizer que o belo vence o mal, e cada vez que eles fazem o belo eles se alimentam disso e vão querer ser belos na vida deles“.

Na platéia, além do grande público da Oficina de Música, muitos familiares e amigos das crianças. “Tenho uma musicista e uma cinegrafista”, comentou Aline Teixeira da platéia, enquanto a pequena Julia filmava a irmã Giovana, que cantava no palco. Carioca, morando em Curitiba há dois anos, Aline comemora a mudança.

“Para uma família de renda baixa é muito complicado você inserir essa parte cultural na vida dos filhos, e Curitiba oferece isso. Coloquei ela no MusicaR porque tem problema de gagueira, e ela melhorou bastante a fala dela depois das aulas, e hoje ela estava super animada”.

A interação calorosa entre a artista consagrada e os jovens músicos do MusicaR trouxe uma atmosfera de alegria e esperança, mostrando como a música transforma a vida das novas gerações. Maria Isabele de Lara dos Santos, 12 anos, da regional do Bairro Novo, compartilhou com emoção sua experiência: “Foram muitos dias desafiadores de ensaio, realmente exigentes, mas valeu a pena, estou realizando um sonho que eu nem imaginava ser possível. Ao olhar para o público do palco, sinto uma mistura de nervosismo e alegria. Inicialmente, superar a vergonha foi um desafio, mas com o tempo, me permiti mostrar no palco quem sou na vida”, disse.

A 41ª Oficina de Música de Curitiba é realizada pelo Instituto Curitiba de Arte e Cultura, Fundação Cultural de Curitiba e Prefeitura de Curitiba, com patrocínio do grupo Volvo e Sanepar – Companhia de Saneamento do Paraná. Também apoiam o evento: Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), Centro Cultural Teatro Guaíra, Escola de Música e Belas Artes do Paraná – Campus Curitiba I da Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR), Universidade Federal do Paraná – Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (PROEC), Família Farinha, Hard Rock Cafe Curitiba, LAMUSA – Laboratório de Música Antiga, Rádio Educativa 91.7 FM, TV Paraná Turismo, Teatro Regina Casillo e Bicicletaria Cultural.

Fonte: Prefeitura de Curitiba