Mais câmeras na Muralha Digital e investimentos no monitoramento do clima impulsionam segurança em Curitiba

Mais câmeras na Muralha Digital e investimentos no monitoramento do clima impulsionam segurança em Curitiba

Ao longo de 2023, a Secretaria Municipal de Defesa Social e Trânsito de Curitiba conquistou marcos significativos na garantia da segurança e na promoção da ordem na cidade e na resiliência da cidade frente aos períodos de fortes chuvas.

Com investimentos em tecnologia e ações estratégicas, diversos setores e programas foram fortalecidos, resultando em avanços expressivos que impactaram positivamente na vida dos curitibanos.

O secretário de Defesa Social e Trânsito, Péricles de Matos, ressalta a ampliação da Muralha Digital, os investimentos no monitoramento climático da cidade pela Defesa Civil e a modernização da Guarda Municipal, com reflexo na redução de crimes na capital paranaense.

“Curitiba hoje é referência no uso da tecnologia associada à governança. Não poderia ser diferente na Segurança Pública. Investimos no monitoramento, na transparência da atuação dos agentes de segurança, na adesão de sistemas de gestão mais eficientes e no controle das ações climáticas”, destaca Matos.

Muralha Digital

Em 2023, a Muralha Digital, cerco de segurança da Prefeitura, ganhou a instalação de novas câmeras de segurança em pontos estratégicos da cidade, além das 515 câmeras corporais (body cams) e veiculares da Guarda Municipal, acompanhadas em tempo real no Centro de Controle Operacional (CCO).

O sistema se mostrou eficiente com redução de até 40% nas ocorrências de crimes nos pontos monitorados.

Com grande circulação de pessoas, o Passeio Público de Curitiba foi um dos pontos contemplados. Moradora do Centro, Elisabete Cruz da Silva, 57 anos, costuma frequentar o local com a família.

“Sempre trago meu neto para passear aqui. Ele adora ver o peixe, o pato e tem muita energia para gastar. Com as novas câmeras vai ser melhor ainda”, contou a avó, acompanhada de Lucca, 3 anos.

A Praça Generoso Marques e o cruzamento da Travessa Nestor de Castro com a Rua do Rosário, no Centro, também foram contemplados com o monitoramento da Muralha.

Guarda Municipal

Em seu papel na manutenção da ordem e segurança, a Guarda Municipal registrou 49.477 ocorrências este ano – média de 135 por dia; que resultaram em 1.978 encaminhamentos em flagrante delito (5,4 prisões de suspeitos/dia).

Um dos destaques em 2023 foi a redução de 23% nas ocorrências de danos em relação a 2022, com 1.143 registros. A Patrulha Maria da Penha fez 5.900 atendimentos a mulheres vítimas de violência.

Entre os investimentos, a Guarda adquiriu 500 coletes balísticos e reformou suas bases.

Nos programas sociais junto à comunidade, a GM atuou em 24 escolas municipais com a Guarda Municipal Mirim, para 2 mil estudantes no contraturno; realizou 130 apresentações do Teatro de Fantoches para 21 mil crianças e 71 apresentações de Contação de Histórias, para 2,5 mil pessoas. O projeto Cão Amigo fez 128 atendimentos para 44,6 mil pessoas.

Operações integradas

Em 2023, foram realizadas 130 operações de Ação Integrada de Fiscalização Urbana (Aifu), 61 ações integradas de interesse público, 244 operações diversas, 13 operações Retináculo (voltadas à repressão de furto e receptação de materiais furtados do patrimônio público); 93 operações Paz no Futebol, 123 operações de blitz e 22 operações Trânsito Seguro.

Guardas capacitados

Reformando, o Centro de Formação da Guarda Municipal de Curitiba realizou 50 cursos de formação, nivelamento e aperfeiçoamento em 2023, contemplando 5.131 alunos.

O curso de Formação de Instrutores de Armamento e Tiro se estendeu a guardas municipais da RMC, litoral e interior do Paraná.

Em parceria com a Agência Brasileira de Inteligência (Abin), o Departamento de Inteligência da Defesa Social realizou o curso de qualificação e formação para agentes de inteligência da GM curitibana e de outros municípios paranaenses.

GGI e Observatório de Segurança

O Gabinete de Gestão Integrada (GGI) Municipal de Segurança Pública atuou na interlocução com outros órgãos de segurança, como os Conselhos Comunitários de Segurança (Consegs), e no fortalecimento do Consórcio Intermunicipal das Guardas Municipais da Região Metropolitana de Curitiba (Coin-GM) que, em 2023, conquistou sede e equipe própria, em Curitiba.

Foram retomados os trabalhos do Observatório de Segurança.

Resiliente as intempéries

Curitiba se mostrou preparada para os desafios das mudanças climáticas, resiliente às fortes chuvas e ondas de calor em 2023.

Com um plano robusto, treinamentos e investimentos em tecnologia, a Defesa Civil de Curitiba antecipou-se a situações de emergência e atuou na prevenção e no atendimento da população, com 970 ocorrências registradas, atendidas por 4,6 mil pessoas capacitadas.

Inauguradas, as dez estações meteorológicas e a estação hidrológica auxiliam no monitoramento do clima em toda a cidade, na prevenção e gerenciamento de situações de crise e desastres naturais.

Com a sanção da lei municipal que estabelece o Conselho de Integração de Proteção e Defesa Civil da Região Metropolitana de Curitiba (CPDCM), Curitiba fortaleceu sua capacidade de resposta e gestão de riscos em situações de desastres com os municípios vizinhos.

Além da tecnologia de ponta, a Defesa Civil conta com o apoio da comunidade. A diretora do CMEI Lar Dona Nenê, Neira Carmen Araújo da Silva, é uma das voluntárias, responsável por monitorar o nível do rio. “Estou sempre ativa, monitoro e envio fotos para o grupo da Defesa Civil sempre que chove”, conta.

Segurança de edificações e imóveis

A Coordenadoria de Segurança de Edificações e Imóveis (Cosedi) realizou 2.425 atendimentos, um aumento de 13,3% nas vistorias de segurança em relação ao ano anterior.

A melhoria é resultado do foco em maior produtividade, mitigando os riscos estruturais.

Política Sobre Drogas

A Política Municipal sobre Drogas tem projetos, desde a prevenção até a reinserção social, em um esforço intersetorial para atuar na complexidade das questões relacionadas ao consumo de substâncias psicoativas. Em 2023, o setor realizou:

– 6.744 atendimentos no Projeto Intervidas e 931 encaminhamentos a outros serviços da Prefeitura;

– 3.213 pessoas atendidas pelo projeto Nova Morada Vida Nova, com 212 pessoas inseridas no mercado de trabalho;

– 172 parcerias estabelecidas com órgãos governamentais, voluntários e organizações da sociedade civil;

– 24 ações de prevenção ao uso de drogas para 17.650 pessoas;

– Realização do 2ª Fórum Internacional de Política sobre Drogas de Curitiba e da 7ª Conferência Municipal de Políticas Sobre Drogas de Curitiba;

– 15 Comunidades Terapêuticas Acolhedoras foram certificadas pelo Departamento e Conselho Municipal de Políticas sobre Drogas (Comped);

– Eleição e posse do novo Comped, biênio 2023-2024.

– Atualização do projeto As Valentinas, com atendimento de 160 mulheres em situação de vulnerabilidade.

Fonte: Prefeitura de Curitiba