No seminário do Linhas do Conhecimento, professores e estudantes relatam suas experiências

No seminário do Linhas do Conhecimento, professores e estudantes relatam suas experiências

Os estudantes foram os protagonistas do V Seminário do programa Linhas do Conhecimento, realizado nesta sexta-feira (1/12) na Secretaria Municipal da Educação. As crianças apresentaram músicas, pinturas e desenhos que retratam os aprendizados e as experiências que tiveram durante as aulas de campo e propostas culturais do Linhas ao longo deste ano.

“Eu amo o Passeio Público, é o parque mais antigo da cidade, muito lindo”, contou Isabela Pereira, da Escola Municipal Leonor Castellano. “Para mim o mais bonito é o Jardim Botânico, com as plantas”, lembrou Maria Fernanda de Oliveira, matriculada na mesma unidade.

Já as crianças do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Guilherme Canto Darin (bairro Parolin) cantaram uma música que valoriza a história e o local onde moram.

A secretária municipal da Educação, Maria Sílvia Bacila, destaca que essa valorização da cidade é um dos pilares que o programa de propõe a desenvolver.

“A intenção é fortalecer a consciência urbana, a sustentabilidade, o amor à cidade e o pertencimento”, destaca a secretária.

Desde 2017, o programa leva crianças e estudantes para aulas de campo e propostas lúdicas e culturais em parques, praças, museus, Faróis do Saber e Inovação, entre outros espaços da cidade. Eles aprendem história, cultura, geografia, meio ambiente, entre outros temas, em sala de aula e fora dela.

Balanço

São mais de 300 mil participações de curitibinhas desde seu lançamento, e todas as unidades educacionais são contempladas. Ao todo, o Linhas oferece 137 rotas diferentes que proporcionam diversas opções de aprendizado e cultura aos participantes.

O coordenador do Linhas, Gustavo Prestini, explicou que os territórios têm potenciais pedagógicos. “Assim fomentamos a relação de pertencimento”, explica Gustavo.

Este ano, o programa passou a ofertar novas opções de rotas, como o Espetáculo A sinfonia da floresta na Associação Viking, a Orquestra de Mulheres no Auditório Regina Casillo e o Museu do Expedicionário.

CLIQUE AQUI para ver os e-books do programa.

ACESSE os materiais pedagógicos.

Fonte: Prefeitura de Curitiba