Nova iluminação em campo garante aulas noturnas de futebol para curitibinhas

Nova iluminação em campo garante aulas noturnas de futebol para curitibinhas

 

A nova iluminação no campo da Praça Adilson Pereira Sodré, na Vila Verde da CIC, deixou o espaço mais atrativo e seguro para os moradores, mas para 70 crianças e adolescentes de famílias carentes da região os benefícios foram ainda maiores.

O grupo participa nos fins de tarde das aulas de futebol da escolinha União Piá – iniciativa voluntária de um morador para manter os curitibinhas longe das ruas – e agora tem mais qualidade e tempo hábil para treinar no campo, que ficou bem claro. A melhoria na iluminação tem feito os meninos e meninas sonharem com um futuro melhor a partir do esporte. 

O estudante Gustavo Mamede, 13 anos, um dos goleiros do time União Piá, comemora as melhorias asseguradas com a instalação de seis postes metálicos de 13 metros de altura e 36 projetores com lâmpadas de vapor metálico de 400W de potência. Os novos equipamentos oferecem luminosidade de qualidade.

“Era escuro, eu não conseguia enxergar a bola e as defesas ficavam difíceis, porque só dava para ver quando o adversário já estava na cara do gol. Mas com o campo clarinho, está muito bom, não tem ‘frango’, pego todas, tem que ser caprichado para eu não pegar”, conta com orgulho o garoto.

A nova iluminação foi implantada pelo Departamento de Iluminação da Secretaria Municipal de Obras Públicas (Smp) em agosto, para reforçar o sistema de iluminação que já havia na praça e para valorizar o espaço que é usado para as aulas oferecidas por Claudinei Rodrigues dos Santos, o Nei, como é conhecido pela garotada.

Disciplina e bom hábitos

Durante o dia, Nei trabalha em uma marmoraria, cortando e carregando pedras pesadas. Depois das 18h, troca as serras pelo apito e dedica três noites da semana para incentivar a meninada a viver melhor, com a disciplina e os bons hábitos estimulados pelo esporte.

“Meus meninos têm muita garra, já superaram muito na vida, a escuridão do campo era só um dos obstáculos, mas a gente venceu, solicitamos e ganhamos, hoje estamos na luz.” conta Claudinei. O próximo objetivo, conta o treinador, é conseguir patrocínio para comprar camisas para o time participar dos campeonatos locais.

A escolinha do Nei foi criada em 2002, mas não havia lugar fixo para os treinos. Quando a praça Adilson Pereira Sodré foi inaugurada em outubro de 1019, transformando uma área antes usada como lixão em espaço de convívio da comunidade, o campo de futebol virou o espaço ideal para a realização das aulas.

As aulas são gratuitas, às segundas, quartas e sextas-feiras, das 18h às 20h, agora que há iluminação no campo. Podem participar meninos e meninas, de 10 a 16 anos, desde que estejam matriculados e frequentando a escola. O comprometimento com os estudos é exigência de Nei para o ingresso no time.

Prioridades locais

O reforço na iluminação do campo com luminárias potentes deixou mais claro também os outros ambientes da praça. As melhorias são parte de um pacote de intervenções da Prefeitura para tornar espaços urbanos em locais mais seguros em diversos bairros”, explica o secretário municipal de Obras Públicas, Rodrigo de Araújo Rodrigues. “A programação dos serviços é direcionada pela população, que apresenta à Prefeitura o que considera as prioridades locais”, completa Rodrigues.

Pedro Gustavo Ribeiro dos Santos, 12 anos, lembra com alegria da primeira vez que as luminárias do campo se acenderam, no meio de um dos treinos. “Foi uma surpresa, eu não tinha percebido os postes novos e quando a luz acendeu foi um susto bom e uma alegria. Parece até um estádio”, conta o garoto.

Para os pais, a nova iluminação significa segurança e incentivo para deixarem os filhos treinarem. “Estamos satisfeitos, confiantes de mandar as crianças para as aulas na praça que está muito mais segura”, conta a professora Francieli Zanardi, mãe do Izac Lidigiv, o mais novo jogador da escolinha.

O diretor do departamento de iluminação pública da Smop, Tony Malheiros, explica que a revisão dos sistemas de iluminação dos espaços públicos como as praças são constantes e na maioria das vezes partem de demandas apresentadas pela população.

“São serviços de reforço ou modernização do sistema de iluminação realizados a partir de projetos luminotécnicos específicos para cada local, considerando questões referentes à arborização e aos paisagismo dos espaços que influenciam na altura e modelo dos postes, a existência de equipamentos de esporte e lazer como canchas de esporte, parquinhos e áreas de convívio”, explica Malheiros.

Luz nos bairros

Em parques e praças das dez administrações regionais já foram feitas mais de 785 revitalizações, desde 2017. Somente neste ano 99 locais ficaram mais claros. Os avanços no parque de iluminação pública podem ser percebidos por toda a cidade.

LEIA MAIS

 

Fonte: Prefeitura de Curitiba