Orquestra de Câmara de Curitiba é ovacionada em São Paulo

Orquestra de Câmara de Curitiba é ovacionada em São Paulo

 

A Orquestra de Câmara da Cidade de Curitiba foi destaque na programação do Festival Internacional de Inverno de Campos de Jordão, no último fim de semana. O grupo também foi calorosamente aplaudido na Sala São Paulo, na capital paulista.

Em Campos do Jordão, no sábado (23/7), a orquestra executou a Música Aquática de Händel. Além de chegar à plateia, que ocupou as cadeiras em frente ao palco, o som da orquestra foi transmitido pelas caixas de som espalhadas pelas instalações do festival e inundou os espaços de convívio.

No domingo (24/7), o grupo foi ovacionado pelas quase mil pessoas que estiveram na Sala São Paulo, casa de concertos que é referência na música erudita da América Latina.

Turnê histórica

“A Camerata Antiqua de Curitiba realizou uma turnê histórica nesta semana. Primeiro, foram os emocionantes concertos do coro no Rio de Janeiro e Niterói, que homenagearam o seu maestro emérito e fundador, Roberto de Regina. Depois, estas apresentações da orquestra em São Paulo, muito aplaudidas, confirmando o reconhecimento da excelência técnica e artística do grupo, um grande orgulho para a nossa cidade”, avaliou a presidente da Fundação Cultural de Curitiba, Ana Cristina de Castro, que acompanhou toda a turnê.

Nos concertos do Festival de Inverno, esteve à frente da Orquestra de Câmara de Curitiba o diretor musical, regente e cravista Fernando Cordella. “Fizemos concertos de propostas bem diferentes. No sábado, ao ar livre, sentimos uma comunicação bem direta com o público. Domingo, no templo sagrado da música erudita, tivemos uma plateia acostumada com concertos, porém a energia foi a mesma”, disse animado o maestro.

Na plateia da Sala São Paulo esteve Luciana Elisa Oerner, curitibana que mora atualmente na capital paulista, e frequentava os concertos da Camerata quando ainda estava em Curitiba. “Vê-los aqui, com a sala lotada, foi uma experiência incrível, estão de parabéns!”, comentou a também professora de música do Projeto do Guri Santa Marcelina.

Parque Capivari

Assim como a obra A Música Aquática, que o compositor Georg Friedrich Händel estreou em 1717 durante um trajeto do séquito real pelo Rio Tâmisa, a apresentação da Orquestra de Câmara em Campos de Jordão foi sobre o rio do Parque Capivari, com pedalinhos em formatos de barcos passeando em torno do palco.

Essa essência musical foi percebida pelo coordenador artístico do Festival, Fábio Zanon. “É um grupo de referência no Brasil, que já tem uma parceria com o Festival de Campos do Jordão há muito tempo e para nós é um privilégio ouví-los tocar essa música, ainda mais nesse lindo fim de tarde”, descreveu Zanon ao final da apresentação.

As três suítes da peça musical se destacam entre as obras festivas e ocasionais compostas por Händel. O empresário Pedro Hennel aproveitou a música animada para relaxar em família. “Alegria enorme assistir a um concerto desse nível. A orquestra é surpreendente. Precisa de mais concertos como esse para trazer a família para a música clássica”, afirmou.

Fonte: Prefeitura de Curitiba