Passarela de madeira e Salão de Exposições do Jardim Botânico de Curitiba são fechados para manutenção

Passarela de madeira e Salão de Exposições do Jardim Botânico de Curitiba são fechados para manutenção

A passarela de pedestres que fica em frente ao Salão de Exposições do Jardim Botânico está interditada, desde a manhã desta terça-feira (16/1), para reformas. Além da passarela de madeira, as equipes contratadas pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente farão serviços de manutenção em todo o piso e no telhado do Salão de Exposições, que está fechado para visitação desde o final do ano passado.

Para a execução dos serviços e para segurança dos frequentadores do Jardim Botânico, foram instalados tapumes que isolam a passarela e o Salão de Exposições. A previsão é que os trabalhos sejam concluídos no segundo semestre deste ano. Os investimentos da Prefeitura de Curitiba são de R$ 2,39 milhões nos serviços. 

De acordo com o diretor de Parques e Praças do Meio Ambiente, Giovando Amorim Romanine, serão trocadas todas as madeiras da estrutura da passarela de pedestres, o telhado e o piso do Salão de Exposições. 

“Desde que foi inaugurado, em 1991, essa será a maior obra de manutenção e reforma do espaço do Salão de Exposições do Jardim Botânico”, explicou Romanine. 

Fonte: Prefeitura de Curitiba