Prefeito recebe nota técnica do governo federal com sugestões apresentadas por Curitiba

 

O prefeito Rafael Greca recebeu nesta terça-feira (19/7) uma nota técnica publicada pela Secretaria Nacional de Cuidados e Prevenção às Drogas com normas para atendimento em comunidades terapêuticas sugeridas por Curitiba ao governo federal.

O documento encaminhado ao Ministério da Cidadania foi construído pelo Departamento de Política sobre Drogas de Curitiba, em conjunto com a Federação Paranaense de Comunidades Terapêuticas (Fepact). No pedido, o município apontou a necessidade de regulamentar alguns atendimentos ligados à pessoa em tratamento pelo uso de droga em todo o território nacional.

“Recebi essa nota técnica com orgulho de ser curitibano e orgulho do bom trabalho que a nossa Prefeitura desenvolve no atendimento dessa população”, disse o prefeito.

O secretário de Defesa Social e Trânsito, Péricles de Matos, destaca que o documento já está sendo utilizado pelo Governo do Estado e também por outros municípios do país.

“Temos acompanhado de perto o trabalho das comunidades terapêuticas em nosso município e atuado em conjunto na criação de políticas que sejam efetivas e tragam melhorias às pessoas assistidas”, afirma ele.

Segundo o diretor do Departamento de Política sobre Drogas, Thiago Ferro, o documento trata de dois pontos de forma específica.

“O texto traz clareza em relação à pessoa idosa usuária de drogas. Muitas vezes essas pessoas eram encaminhadas para locais especializados no atendimento ao idoso, mas que não tinham experiência no atendimento de dependentes de substâncias psicoativas”, explica Ferro.

Outro ponto de destaque é sobre a reintegração social das pessoas assistidas pelas comunidades terapêuticas, ou seja, na execução do trabalho não apenas durante, mas após o tratamento.

Comunidades terapêuticas

Curitiba conta hoje com 11 comunidades terapêuticas certificadas junto ao Conselho Municipal de Política Sobre Drogas (Comped). Thiago Ferro destaca que a Prefeitura atua em um trabalho de fortalecimento, escuta e apoio a essas instituições de acolhimento.

Para o presidente da Fepact, Kleiton Jesus Ribeiro, a nota técnica é um instrumento que traz a reflexão sobre a legislação e a atuação das comunidades terapêuticas e facilitará a compreensão da rede de apoio e principalmente dos órgãos de controle sobre o acolhimento da pessoa idosa usuária de de drogas.

LEIA MAIS

Fonte: Prefeitura de Curitiba