Prefeitura abre segunda fase da consulta pública para Plano de Políticas para Mulheres

 

A Prefeitura de Curitiba dá início nesta sexta-feira (12/8) à segunda fase de consulta pública para levantamento de demandas a serem incluídas no Plano Municipal de Políticas para Mulheres.

A ação busca ampliar a participação e garantir a representatividade às mulheres negras, lésbicas, bissexuais, travestis, transexuais, indígenas, em situação de rua, carrinheiras, migrantes, idosas e profissionais do sexo.

A primeira fase de consulta foi realizada em outubro de 2021, com participação de 505 pessoas.

As interessadas poderão sugerir ações até o dia 22 de setembro.

De acordo com Elenice Malzoni, titular da Assessoria de Direitos Humanos da Prefeitura, o Plano Municipal visa a nortear políticas públicas do município e pretende delinear ações num amplo espectro da vida das mulheres, reduzindo desigualdades e ampliando a aplicação de direitos.

Uma vez publicado, o Plano terá vigência de quatro anos. O documento trabalha com 18 eixos temáticos, entre eles saúde, educação, emprego, violência e empreendedorismo. 

Como participar

A participação na consulta poderá ser feita de maneira online e presencial.

O link para quem optar por responder online é planoparamulheres.curitiba.pr.gov.br.

Na modalidade presencial, os formulários serão disponibilizados nos serviços públicos municipais (da FAS, Fundação de Ação Social, e Eco-Cidadão) e pelas organizações da sociedade civil que atendem mulheres em Curitiba.

Participam diretamente deste processo 25 instituições da sociedade civil, como o Grupo Dignidade, o Coletivo Feminista Dayse, a União Brasileiras de Mulheres, o Coletivo Cassia, o Conselho Regional de Psicologia, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-PR), entre outros.

Após o término da consulta, as informações serão catalogadas pela Assessoria de Políticas para Mulheres, com acompanhamento do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, para o trabalho de formatação final do Plano Municipal de Políticas para Mulheres.

Mais informações

  • Assessoria de Direitos Humanos – Política para Mulheres
  • Telefone: (41) 3221 2746
  • E-mail: mulher@curitiba.pr.gov.br
  • Para enviar as sugestões online: planoparamulheres.curitiba.pr.gov.br 

Organizações participantes

Conselho Regional de Psicologia do PR, Grupo Dignidade, Coletivo Cassia, Sindicato dos Trabalhadores em Educação das Instituições Federais de Ensino Superior do Estado do Paraná (Sinditest), Associação Brasileira de Obstetrizes e Enfermeiros Obstetras do Paraná (Abenfo), Fórum Popular de Mulheres, Ordem dos Advogados do Brasil PR – OAB, Rede Nacional de Pessoas Vivando com HIV AIDS, Movimento Nacional da População de Rua – MNPR, Conselho Regional de Serviço Social PR (CRESS), União Brasileira de Mulheres, Rede Feminista de Saúde, Grupo Liberdade, Sindicado dos Servidores do Poder Judiciário do Estado do Paraná (Sindijus-PR), Liga Brasileira de Lésbicas, Rede de Mulheres Negras, Transgrupo Marcela Prado, Marcha Mundial das Mulheres PR, Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do PR (APP), Coletivo Feminista Daisy, Movimento Aliançadas, Sindicato dos Trabalhadores e Servidores Públicos Estaduais dos Serviços de Saúde e Previdência do Paraná (SindSaúde), Central Única dos Trabalhadores do PR (CUT), Centro Universitário Internacional Uninter e Instituto MAS – IMAS Amor que Transforma.

Fonte: Prefeitura de Curitiba