Prefeitura dá início a obra de reciclagem em rua do Hauer

Prefeitura dá início a obra de reciclagem em rua do Hauer

 

Equipes coordenadas pela Secretaria Municipal de Obras Públicas (Smop) deram início, nesta sexta-feira (5/8), às obras de reciclagem do pavimento em 118 metros da Rua Presidente Pádua Fleury, no trecho entre Oliveira Viana e Professor João Soares Barcelos, no bairro Hauer.

A previsão é de que os serviços sejam concluídos na próxima segunda-feira (8/8).

“Estamos com diferentes frentes de trabalho nos bairros, com a requalificação de importantes ruas a partir de obras de reciclagem, fresa e recape e também com o programa Asfalto no Saibro, que leva infraestrutura completa às vias antes com pavimento primário, para dar mais qualidade de vida aos que aqui moram e trabalham”, diz o prefeito Rafael Greca.

As obras de reciclagem transformam ruas com asfalto primário em vias com asfalto definitivo. Pelo processo de reciclagem, a camada de antipó danificada é removida e o pavimento ganha reforço estrutural. O asfalto antigo, então, é triturado e reaproveitado como base para a adição de concreto e massa asfáltica.

“Depois, são aplicadas camadas de perfilamento e revestimento asfáltico e a última etapa é a sinalização da via”, explica o secretário municipal de Obras Públicas, Rodrigo Araújo Rodrigues.

Por toda cidade

O programa Asfalto novo, criado pelo prefeito Rafael Greca em 2017, já assegurou 673 km de pavimento de boa qualidade em ruas das dez administrações regionais da cidade. Somente na Regional Boqueirão são quase 50 km de ruas com novo pavimento.

Muito solicitadas pela população nas audiências públicas e na Central 156, as obras de recuperação do asfalto mudam para melhor o dia a dia de quem mora ou trabalha na região contemplada.

O empresário Marcos Trinoski, dono de uma loja de eletropeças na Rua Presidente Pádua Fleury, comemora a melhoria . “É muito bem-vinda, assegura mais segurança e conforto para todos, sejam motoristas ou pedestres”, diz Trinoski.

Segundo o empresário, embora já fosse pavimentada com asfalto, era comum que, após dias seguidos de chuva, a rua apresentasse buracos que comprometiam a qualidade e a segurança na via. “As solicitações para tapar buracos eram constantes no 156, mas isso não precisará mais ser feito agora que a obra foi executada”, reforça o empresário.

 

Fonte: Prefeitura de Curitiba