Prefeitura de Curitiba inicia 2024 com ruas renovadas pelo programa Asfalto Novo

Prefeitura de Curitiba inicia 2024 com ruas renovadas pelo programa Asfalto Novo

O ano começou de forma especial para o casal Assis Veríssimo Machado e Ivone Silvestre, moradores da Rua Frei Henrique de Coimbra, no bairro Hauer, onde a Prefeitura de Curitiba finaliza nesta semana a obra de manutenção do pavimento a partir do programa de requalificação da malha viária da cidade. O asfalto novo na via, resultado de demanda apresentada pela comunidade no Programa Fala Curitiba, serviu de incentivo para que marido e mulher aproveitassem o período de férias para fazer também melhorias na casa.

“Essa obra para nós foi muito importante, foi um presente de Natal. Iniciamos o ano muito bem e até nos animamos a investir na casa, pintar o muro, plantar mais árvores, arrumar o jardim”, conta Ivone, que é dona de casa.

Assis, que é montador de automóveis, disse que a manutenção do asfalto precisava acontecer para garantir a segurança de motoristas e pedestres. “É uma rua de grande fluxo, estava perigoso porque era um remendo atrás do outro. Mas foi um belo trabalho, um serviço que superou a nossa expectativa”, completou Assis.

Pavimentação

Iniciada na última semana de dezembro, a reciclagem do asfalto foi coordenada pela Secretaria Municipal de Obras Públicas (Smop) a partir do programa Asfalto Novo e aconteceu entre as ruas Oliveira Viana e Tenente Francisco Ferreira de Souza, em um trecho de 629 metros de extensão. O trecho concentra imóveis comerciais, de serviços e residenciais e complementa o trabalho de pavimentação realizado pela Prefeitura na regional.

Com a aplicação da segunda e última camada de asfalto realizada nesta quinta-feira (4/1), a via ficará pronta para receber, ao longo dos próximos dias, a nova sinalização, que vai completar as melhorias.

O serviço teve a aprovação do analista de sistemas Rodrigo Moreira, que é morador do bairro e tem na rua o acesso para a Praça Alfredo Hauer, onde costuma levar o filho Benjamim para jogar bola. “Uma obra muito bem feita, que favorece tanto os que circulam de carro quanto os que andam. É um cuidado com a cidade e para assegurar melhor qualidade de vida às pessoas”, avalia Moreira, que se mudou do Rio de Janeiro para Curitiba.

A Rua Professor João Soares Barcelos, onde ele vive com a família, também recebeu obras de requalificação do asfalto, em 2022. Foram 1.600 metros de novo pavimento, entre as ruas Waldemar Loureiro de Campos e Hipólito da Costa, na divisa entre os bairros Hauer e Boqueirão. 

Programa Asfalto Novo

As obras de requalificação do asfalto acontecem a partir do programa Asfalto Novo, que já assegurou 1.009 km de pavimentação de qualidade nos bairros das dez administrações regionais da cidade. Durante a gestão Rafael Greca, foram realizadas 2.091 ações de pavimentação em 1.761 ruas (algumas ruas receberam mais de uma intervenção em diferentes trechos).

A maior parte das intervenções, 91%, aconteceu em bairros mais distantes do Centro de Curitiba. A extensão total do Asfalto Novo é de 1.009.276 metros, com 2.013 intervenções entregues (940.679 metros) e 78 em andamento (68.597 metros). Nos bairros da Regional Boqueirão já foram executadas 169 ações que asseguraram 86,2 km de asfalto novo nos quatro bairros da regional. 

Em 2023, o programa Asfalto Novo da Prefeitura de Curitiba atingiu o melhor resultado desde o seu lançamento em 2017. De janeiro a dezembro deste ano, foram concluídas 513 ações de pavimentação em vias dos 75 bairros da cidade, o equivalente a quase uma obra e meia finalizada por dia.

O secretário municipal de Obras Públicas, Rodrigo Araújo Rodrigues, destaca a importância da participação popular no Fala Curitiba, que consulta a população para saber onde devem ser investidos os recursos municipais.

“O critério de inclusão das vias no programa Asfalto Novo considera e prioriza, além das ruas com equipamentos públicos, como unidades de saúde e escolas, aquelas que servem de ligação entre bairros e estão no itinerário do transporte coletivo, aquelas escolhidas pela população através do 156 e do Fala Curitiba. Por isso a importância do movimento feito pelos moradores do Hauer”, diz Rodrigues.

Fonte: Prefeitura de Curitiba