Regional Portão recebeu 109 km de asfalto, distância entre Curitiba e Ponta Grossa

Regional Portão recebeu 109 km de asfalto, distância entre Curitiba e Ponta Grossa

A Rua Lamenha Lins foi uma das 51 vias que formam a malha viária da Regional Portão que recebeu asfalto novo em 2023. 

Nos últimos sete anos, a malha viária da região recebeu 109 km através do Programa Asfalto Novo, coordenado pela Secretaria Municipal de Obras Públicas (Smop).

O programa prioriza ruas com equipamentos públicos, como unidades de saúde e escolas; aquelas que servem de ligação entre bairros e estão no itinerário do transporte coletivo; e, ainda, aquelas escolhidas pela população através do 156 e do programa Fala Curitiba.

“A execução eficiente e cuidadosa das manutenções do asfalto por toda a cidade está trazendo melhoria na infraestrutura viária, mas sobretudo um impacto positivo no bem-estar e na mobilidade dos cidadãos”, disse o secretário de Obras Públicas, Rodrigo de Araújo Rodrigues.


Asfalto de boa qualidade

A Rua Lamenha Lins, por exemplo, teve 1.445m do seu pavimento requalificado, a partir da Avenida Presidente Kennedy até a Rua Professor Leônidas Ferreira da Costa, beneficiando comerciantes, moradores e usuários.

“Ficou bem melhor com asfalto novo, com boas condições de trafegabilidade para motorista e pedestres”, disse Thiago Corrêa, proprietário da oficina Motor Kennedy, que atua na região há seis anos.

A Lamenha Lins começa no bairro Batel e passa pelos bairros Rebouças, Guaíra e Parolin. Ela serve de rota para várias linhas do transporte coletivo, como as linhas de ônibus Jardim Mercês/Guanabara, Alferes Poli, Água Verde, Lindoia, Dom Ático, Vila Cubas, Vila Rex, Novo Mundo, Mad. São Pedro/Rio Negro e Guilhermina.

“O asfalto novo ficou excelente, um trabalho digno de nota 10 para a Prefeitura”, disse o empresário Márcio Jerosh, dono da oficina Auto Evolution.

18,4 km de asfalto em 2023

A Regional Portão tem 218.275 habitantes, de acordo com estimativa IBGE/Ippuc de 2020 e é formada pelos bairros Água Verde, Campo Comprido, Fazendinha, Guaíra, Parolin, Portão, Santa Quitéria, Seminário e Vila Izabel. Este ano, a região recebeu 18,4 km de asfalto novo em 51 ruas, entre obras executadas e em andamento.

Eu outubro, o prefeito Rafael Greca acompanhou o início de obras que garantiram mais 2.584 metros de asfalto novo para a região. Foram seis ruas que receberam obras de reciclagem do pavimento e entre elas está a Brasílio Ovídio da Costa, no Santa Quitéria.

“Estamos requalificando esta via ao lado da Igreja da Padroeira que dá acesso a importantes equipamentos que servem aos moradores”, disse Greca.

A recuperação do pavimento se deu ao longo de 632 metros no trecho compreendido entre as ruas Fábio de Souza e João Scussiato. 

A via serve de acesso à Paróquia Santa Quitéria, ao Centro de Educação Infantil (CEI) São Luiz Orione, ao Estádio Maurício Fruet (Arena Santa Quitéria) e ao Bosque de Conservação da Biodiversidade Urbana (BCBU) Maria Lourdes Beserra de Sousa, que será inaugurado pela Prefeitura em breve para preservação da fauna e flora nativas da capital.

Também foram contempladas com obras de reciclagem as ruas Pretextato Taborda Júnior, no Santa Quitéria (213 metros); Capitão Tenente Máris de Barros, no Portão (619 metros); João Falarz (237 metros), no Campo Comprido; Professor Thomaz Wartelsteiner, no Portão (489 metros); e Doutor Percival Loyola, no Portão (394 metros).

Quem foi Lamenha Lins

Antes de virar nome de uma importante artéria da capital, o pernambucano Adolfo Lamenha Lins (1845 – 1881) teve papel marcante na história do Paraná e de Curitiba quando a região estava recebendo seus primeiros imigrantes no século XIX.

Diplomado em Direito, pela Faculdade de Direito do Recife, foi presidente da província do Piauí, em 1874, e no ano seguinte foi presidente do Paraná – cargo equivalente ao de governador do Estado. Designado por carta imperial de 21 de abril de 1875, ficou no cargo de 8 de maio de 1875 a 16 de julho de 1877. 

Nesse período, criou algumas colônias na região de Curitiba, que mudaram a estrutura da região e abrigaram vários imigrantes. Lamenha Lins travou algumas disputas com São Paulo e Santa Catarina, que queriam integrar o Paraná as suas respectivas províncias.

1.000 km de asfalto

Curitiba alcançou a marca de mais de 1.000 km de asfalto novo em sete anos. São 2.059 obras de pavimentação já executadas ou em andamento, desde 2017.

São 1.734 ruas já contempladas pelo programa, cujas intervenções são feitas para melhorar o trânsito, promover segurança, acessibilidade, mobilidade e interligar os bairros.

O maior volume de obras (91%) acontece em bairros afastados do Centro. 

As obras são coordenadas pela Secretaria Municipal de Obras Públicas (Smop) a partir de três modalidades de serviço: reciclagem do pavimento; fresagem e recapeamento; e pavimentação asfáltica em locais antes cobertos pelo saibro, sem nenhuma infraestrutura. É o programa Asfalto no Saibro, que já livrou da poeira e da lama mais de 580 ruas. 

Destaques do programa Asfalto Novo

•    Mais de 1.000 km alcançados (1.003,800m);

•    Distância equivale à extensão de uma viagem entre a capital do Paraná até Goiânia, em Goiás;

•    2.059 obras de pavimentação já executadas ou em andamento;

•    1.734 ruas contempladas, sendo 1.964 intervenções entregues (917.827 metros) e 95 em andamento (85.973 metros);

•    O maior volume de obras (91%) acontece em bairros afastados do Centro. 

Ruas que foram requalificadas em 2023 na Regional Portão:

Avenida República Argentina – 2.959,72m – Portão

Rua José Baggio – 145m – Campo Comprido

Rua Luiz Augusto Marckmann Grocoske     – 549m – Campo Comprido

Rua Canal Vila Guaíra – 462m – Parolin

Rua Nicolau Latchoc – 165m – Campo Comprido

Rua Casemiro Bagge – 47m – Campo Comprido

Travessa Guarujá – 180m – Seminário

Rua Antônio de Pauli – 379m – Campo Comprido

Rua Astolpho Nogueira – 82m – Campo Comprido

Rua Pedro Koschla – 405m – Campo Comprido

Rua Rezala Simão – 986m – Portão

Rua Monsenhor Manoel Vicente – 135m – Água Verde

Rua Lamenha Lins – 1.445m – Parolin

Rua Alcebíades Plaisant – 137m – Água Verde

Rua Francisco Parolin – 240m – Parolin

Rua Francisco Zanetti – 184m – Parolin

Rua Aristides Borsato – 974m – Fazendinha

Rua Antônio Gasparin – 775m – Portão

Rua Antônio Parolin Júnior – 218m

Rua Antônio de Lima Castro – 398m

Rua Alfredo Jaime Felippe – 346m

Rua Edson D’Avila – Ator e Diretor – 297m – Portão

Rua Cidade de Verê – 539m – Santa Quitéria

Rua Norton Ramos – 213m – Parolin

Rua Eduardo Vardânega – 277 – Parolin

Rua Daisy Luci Berno – 516m – Água Verde

Rua Astolpho Nogueira – 100m – Campo Comprido

Rua Fidelino Figueiredo – 195m – Fazendinha

Rua Henrique Mattiolli – 385m – Fazendinha

Rua Assis Figueiredo – 565m – Guaíra

Rua Zacarias Nassur – 95m – Santa Quitéria

Ruas com obras de requalificação em andamento na Regional Portão:

Rua Coronel Enock de Lima – 80m – Vila Izabel

Rua Capitão Tenente Máris de Barros – 1.016m    – Portão

Rua Professor Thomaz Wartelsteiner – 489m – Portão

Rua Sergipe – 429m – Guaíra

Rua Professor Brasílio Ovídio da Costa – 632m – Santa Quitéria

Rua Henrique Gregório Machado – 79m – Seminário

Rua João Faucz – 237m – Portão

Rua Professor Thomaz Wartelsteiner – 489m – Portão

Rua Sergipe – 429m – Guaíra

Rua Professor Brazílio Ovídio da Costa – 632m – Santa Quitéria

Rua Henrique Gregório Machado – 79m – Seminário

Rua João Faucz – 237m – Portão

Rua Adolfo Froese – 170m – Fazendinha

Rua Doutor Percival Loyola – 394m – Portão

Rua João Caxambú – 342m – Fazendinha

Rua Pretextato Taborda Júnior – 213m – Portão

Rua Dom Orione – 225m – Santa Quitéria

Rua Coronel Pretextato Pena Forte Taborda Ribas – 225m – Santa Quitéria

Rua Engenheiro Heitor Soares Gomes – 115m – Portão

Rua Rio Grande do Sul – 208m – Água Verde

Rua Vicente Celestino – 309m – Fazendinha

Rua Martins Fontes – 173m – Fazendinha

 

Fonte: Prefeitura de Curitiba