Tire dúvidas sobre as doses de reforço da vacina contra a covid-19

Tire dúvidas sobre as doses de reforço da vacina contra a covid-19

 

Um ano e sete meses depois do início da vacinação contra a covid-19, o imunizante se mostrou efetivo tanto na redução de circulação do vírus quanto na prevenção do agravamento dos casos, evitando internamentos e mortes.

Para conservar a melhora dos indicativos em Curitiba, é fundamental que a população mantenha o esquema vacinal em dia e procure pelas doses de reforço que deve receber.

Para isso, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) mantém a campanha de vacinação continuamente, em 107 unidades de saúde, das 8h às 17h, para os que ainda não compareceram.

 

Perguntas e respostas

A secretaria esclarece dúvidas em relação às doses de reforço contra a covid-19:

Quem pode receber vacina contra a covid-19 em Curitiba?

Toda a população de Curitiba com 3 anos de idade ou mais.

Quem pode receber doses de reforço?

Todas as pessoas com 12 anos ou mais têm pelo menos uma dose de reforço para receber. Confira quais grupos têm vacinação disponível:

1ª dose: todos com 3 anos completos ou mais 

2ª dose: todos com 3 anos completos ou mais

1º reforço: todos com 12 anos ou mais 

2º reforço: imunossuprimidos com 12 anos ou mais, profissionais de saúde, pessoas de 18 a 39 anos vacinadas na 1ª dose com Janssen, pessoas com 40 anos ou mais vacinadas com qualquer marca na 1ª dose 

3º reforço: pessoas imunossuprimidas com 60 anos ou mais e pessoas com 40 anos ou mais vacinadas com Janssen na 1ª dose do início do esquema vacinal.

O define quantas doses de reforço cada pessoa vai receber?

A vacinação das doses de reforço leva em consideração: 

– a marca da vacina que a pessoa recebeu na 1ª dose; 

– a faixa etária (a aplicação começou pelas faixas prioritárias: os idosos); 

– se a pessoa faz parte de outros grupos prioritários, como ter doença imunossupressora ou ser profissional de saúde; 

– o intervalo recomendado entre a nova aplicação e a anterior, que varia conforme a marca do imunizante já recebido e o grupo que a pessoa faz parte. Veja mais detalhes aqui .

Como saber quantas doses devo tomar?

Confira neste link uma série de quadros que dão um panorama de todos os esquemas vacinais atualmente vigentes no país e quantas doses estão disponibilizadas para cada grupo. 

Minha faixa etária já foi convocada para receber uma nova dose da vacina e eu não compareci na data. Ainda posso me vacinar?

Sim. Após a data da convocação para seu grupo, é possível procurar pelo imunizante a qualquer momento, o mais breve possível, em uma das 107 unidades de saúde de Curitiba, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Veja os locais no site Imuniza Já Curitiba.

Quando novos grupos serão chamados para receber uma nova dose de reforço em Curitiba?

A cidade amplia os grupos seguindo o Plano Nacional de Operacionalização (PNO) da Vacinação contra a Covid-19 do Ministério da Saúde.

Essa estratégia tem sido adotada desde o início da vacinação na cidade, seguindo os critérios de priorização definidos pelo Ministério da Saúde no PNO e suas orientações técnicas.

Onde posso me vacinar?

Curitiba oferta a vacinação contra a covid-19 em 107 unidades de saúde, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Os locais podem ser conferidos no site Imuniza Já Curitiba

Como posso conferir as doses da vacina contra a covid-19 que já recebi?

A data das doses já recebidas pode ser confirmada no Aplicativo Saúde Já Curitiba (site ou smartphone). Basta acessar a aba “Carteira de Vacinação” e, em seguida, “Aplicadas”. Caso haja doses futuras ou em atraso, vai constar no campo “Próximas vacinas” ou “Pendentes”.

Posso receber a vacina da covid-19 no mesmo dia que outras vacinas?

Sim. É possível receber outra vacinas do Calendário Nacional de Imunização no mesmo dia que a dose da covid-19. A consulta sobre imunizantes pendentes pode ser feita pelo Aplicativo Saúde Já Curitiba (site ou aplicativo), acessando a aba “Carteira de Vacinação” no item “Pendentes”.

Por que devo tomar as doses de reforço?

O reforço é necessário porque o grau de proteção das doses já recebidas diminui com o passar do tempo, independentemente da idade do indivíduo. Com as doses de reforço, o organismo volta a apresentar o aumento da resposta imune ao vírus.

Um levantamento feito pela SMS comprova a efetividade das doses de reforço na proteção: uma pessoa com 50 anos ou mais que não tomou o reforço (mesmo tendo recebido as duas doses iniciais) tem risco dez vezes maior de morrer do que outra da mesma faixa etária vacinada com o reforço.

Tive covid. Preciso tomar a dose de reforço?

Sim. Ter ficado doente não assegura que um novo contato com o vírus não resulte em nova infecção. Manter a vacinação em dia, com o esquema vacinal inicial e as doses de reforço, é essencial para evitar reinfecção ou o risco de agravamento, caso a pessoa tenha covid-19 novamente.

Tive covid recentemente. Quando devo procurar uma unidade de saúde para tomar a vacina?

Pessoas que tiveram covid-19 devem aguardar pelo menos quatro semanas após o início dos sintomas para se vacinar. No caso de pessoas que tiveram outras doenças, a orientação é que aguardem o completo reestabelecimento. 

Fonte: Prefeitura de Curitiba