Veja onde é possível se vacinar à noite nesta semana

Veja onde é possível se vacinar à noite nesta semana

 

De segunda (22/8) a sexta-feira (26/8), Curitiba terá mais uma ação para que os curitibanos coloquem em dia suas carteiras vacinais. Nesses dias, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) vai estender até as 21 horas o horário de vacinação em cinco unidades de saúde: Hauer, Mãe Curitibana, Bacacheri, Santa Felicidade e Vila Feliz (endereços abaixo), cada uma delas em uma região da cidade (Norte, Sul, Leste, Oeste e Centro).

As equipes das unidades vão aplicar os imunizantes do Calendário Nacional de Vacinação e as vacinas contra covid-19 e contra gripe (influenza) para crianças, adultos e idosos.

O objetivo é ofertar horários alternativos para que todos tenham acesso à imunização e fiquem protegidos contra doenças que podem causar internamentos, sequelas ou até a morte.

“A vacina é a principal ferramenta de combate a doenças. Por isso, desenvolvemos diversas ações, como busca ativa, Dia D e extensão no horário de atendimento no período noturno para incentivar a população a manter o calendário vacinal em dia”, diz a secretária municipal da Saúde de Curitiba, Beatriz Battistella.

A ação da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) acompanha a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e Multivacinação, do Ministério da Saúde, para ampliar a cobertura vacinal, assegurando que doenças como poliomielite e sarampo não voltem a circular no país.

Todas as vacinas

Estarão disponíveis todas as vacinas oferecidas na rede municipal: as do calendário geral (como hepatite B, pentavalente, rotavírus e as demais da lista abaixo), para crianças, adolescentes, adultos e idosos. 

Todas as pessoas acima de 6 meses também podem receber a vacina contra a gripe (aquelas que ainda não receberam este imunizante em 2022).

Podem procurar a vacina contra a covid-19 para a 1ª dose todas as pessoas com 3 anos ou mais e que ainda não compareceram, além dos demais públicos já convocados para as demais doses (confira no site Imuniza Já os públicos já convocados).

Imuniza Já Curitiba

Além da segunda edição com semana com atendimento em horário estendido, Curitiba também realiza neste sábado (20/8) um Dia D de vacinação. Este é o terceiro dia D realizado por Curitiba num intervalo de 70 dias. Estarão abertas 19 unidades, das 8h às 17h. Os locais de vacinação também podem ser conferidos no Imuniza Já

Para imunizar a população, SMS também oferta a vacinação de segunda a sexta-feira em 107 unidades de saúde.  

A prefeitura também lançou a campanha de comunicação “Quem ama, vacina”, espalhada pelo mobiliário urbano da cidade, e levou a carteira vacinal para a palma da mão dos curitibanos, no Aplicativo Saúde Já Curitiba, que apresenta toda a carteira vacinal, com as doses já recebidas pelo usuário, as que estão em atraso e as que ainda tem a receber.

Como consultar doses pendentes

Para verificar se há vacinas pendentes, basta acessar o Aplicativo Saúde Já Curitiba (site ou smartphone), e clicar na opção “Carteira de Vacinação” e escolher a aba “Pendentes”, que irá mostrar as doses do calendário nacional de vacinação em atraso.

No caso das vacinas contra a covid-19, confira aqui quais doses você precisa tomar e quais os intervalos entre uma aplicação e outra. O site Imuniza Já Curitiba também informa quais grupos estão sendo convocados e quais podem comparecer nas repescagens contínuas.

Vacinas disponíveis

 

  •  Vacinas de rotina – Hepatite B, pentavalente, VIP/VOP (pólio), rotavírus, meningo C, febre amarela, tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola), tetraviral (sarampo, caxumba, rubéola e varicela), varicela, hepatite A, dupla adulto, HPV, dTpa adulto, pneumo 10, pneumo 23 (eletiva), meningo ACWY e DTP (tríplice bacteriana), aplicadas conforme recomendação do Calendário Nacional de Vacinação.

A vacina BCG será aplicada também nas cinco unidades que estenderão o horário de atendimento, conforme cronograma a seguir: 22/8 na  US Bacacheri; 23/8 na US Santa Felicidade; 24/8 na US Vila Hauer; 25/8 na US Mãe Curitibana e 26/8 na US Vila Feliz. O cronograma visa a otimização do uso dos frascos deste imunizante.

  •  Vacina contra a gripe (influenza) – disponível para pessoas acima de 6 meses de idade que ainda não receberam esta dose em 2022.

     
  •  Vacina contra a covid-19 – repescagem contínua para todos os públicos já convocados, tanto para 1ª e 2ª doses quanto para as doses de reforço. Confira neste link todos os grupos para os quais a vacina anticovid está disponível e tire dúvidas sobre as doses de reforço.

É possível receber mais de uma vacina que estiver pendente no mesmo dia, inclusive a vacina anticovid.

Poliomielite

Seguindo a campanha nacional, Curitiba reforça a necessidade de aumentar a cobertura vacinal contra a poliomielite. Apesar de o Brasil não registrar casos da doença desde 1989, o vírus continua presente em outros países, aumentando a necessidade de medidas preventivas.

Em julho, um caso da doença foi confirmado em Nova York (EUA) e, neste mês, o vírus foi detectado nos esgotos novaiorquino e de Londres (Inglaterra).

A poliomielite é uma doença infectocontagiosa aguda causada pelo poliovírus e não tem tratamento específico. A principal ferramenta para evitar a doença é a vacinação.

Quem deve se vacinar: o público-alvo para a campanha são todas as crianças menores de 5 anos de idade. Os bebês menores de 1 ano serão imunizados conforme a situação vacinal encontrada para esquema primário. Já os pequenos de 1 a 4 anos devem ser levados para receber uma dose da Vacina Oral Poliomielite (VOP – a “da gotinha”), desde que já tenham recebido as três doses do esquema básico.

Sarampo

Assim como a pólio, o sarampo também não tem tratamento específico. Por ser uma doença altamente contagiosa, a vacinação é a forma mais eficaz de prevenção ao morbillivirus.

Este ano, já foram registrados 41 casos de sarampo no Brasil, nos estados do Amapá, Pará, Rio de Janeiro e São Paulo (vizinho do Paraná), reforçando o alerta para as ações preventivas.

Além de vacinar as crianças, é importante que a população adulta jovem esteja imunizada contra essa doença, contribuindo para reduzir o risco de circulação do vírus.

Quem deve se vacinar: o esquema vacinal prevê duas doses de vacina contra o sarampo: uma dose aos 12 meses de idade da tríplice viral (VTV – que protege contra sarampo, caxumba e rubéola) e uma dose da tetra viral ou SCRV (contra sarampo, caxumba, rubéola e varicela) aos 15 meses.

Adolescentes e adultos menores de 30 anos precisam ter tomado durante a vida duas doses de VTV ou SRC. Em Curitiba, a SMS convoca para a vacinação contra o sarampo, todas as pessoas abaixo dos 30 anos e que receberam a segunda dose há dez anos ou mais. Essas pessoas receberão uma dose extra do imunizante, reforçando a barreira de proteção contra o vírus.

Adultos de 30 a 59 anos precisam ter tomado, ao menos, uma dose da VTV após 1 ano de idade. Quem não completou este esquema vacinal quando criança, precisa atualizar a carteira de vacinação.

 

Serviço

Multivacinação em horário estendido, entre 22 e 26/8, das 8h às 21h.

Distrito Sanitário Boa Vista

Unidade de Saúde Bacacheri

Avenida Erasto Gaertner, 797 Bacacheri

Distrito Sanitário Boqueirão

Unidade de Saúde Hauer

Rua Waldemar Kost, 650 – Hauer

Distrito Sanitário Matriz

Unidade de Saúde Mãe Curitibana

Rua Jaime Reis, 331 – Alto do São Francisco

Distrito Sanitário Pinheirinho

Unidade de Saúde Vila Feliz

Rua Pedro Gusso, 866 – Novo Mundo

Distrito Sanitário Santa Felicidade

Unidade de Saúde Santa Felicidade

Via Veneto, 10 – Santa Felicidade

Fonte: Prefeitura de Curitiba