Zeladoria Urbana de Curitiba recupera trincheiras, mantém a malha viária e limpa rios

Zeladoria Urbana de Curitiba recupera trincheiras, mantém a malha viária e limpa rios

O trabalho conjunto das secretarias do Governo Municipal (SGM), de Obras Públicas (Smop) e do Meio Ambiente (SMMA) na zeladoria urbana registrou números expressivos em 2023. As ações englobam a manutenção permanente da cidade e garantem condições boas e seguras das estruturas, ruas e espaços públicos.

“Zelar pelo bom funcionamento da cidade garante que os cidadãos tenham estruturas em condições de uso, o que resulta em qualidade de vida e segurança”, comentou o secretário do Governo Municipal e presidente do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc), Luiz Fernando Jamur.

A zeladoria inclui as operações tapa-buracos (responsáveis pela manutenção dos pavimentos mais antigos), roçada em vias e espaços públicos, manutenção da microdrenagem (que assegura o fluxo adequado para as águas da chuva) e dos pontos de iluminação, além de reformas e serviços em estruturas como trincheiras, viadutos e ruas da cidadania.

O zelo pela manutenção das estruturas existentes é somado a um amplo programa de execução de obras e serviços de pavimentação, macrodrenagem, calçadas, entre outros.

Malha viária

A Secretaria do Governo Municipal passou também a realizar os serviços de fresagem e recape total de importantes ruas e avenidas da cidade, tais como Augusto Stellfeld, Vicente Machado, Carlos de Carvalho, Nilo Peçanha, Monsenhor Ivo Zanlorenzi, Iguaçu, Francisco Nunes e Anita Garibaldi. Estas ações, em 2023, foram realizadas em 31 vias em uma extensão de aproximadamente 19 quilômetros.

Os Distritos de Manutenção Urbana (DMUs) foram responsáveis pela recuperação de 3,3 mil quilômetros de pavimentos de vias em operações tapa-buraco, um volume recorde na capital e que garante condições mais seguras e confortáveis para motoristas, pedestres e ciclistas.

Caminhar Melhor

Com o programa que prevê a requalificação de calçadas, a Prefeitura de Curitiba reafirma a prioridade dada ao pedestre. Restauradas, as calçadas dão mais segurança nos deslocamentos e com a criação de novas conexões cicloviárias e de favorecimento à acessibilidade no ambiente urbano.

Um dos exemplos é o da Rua Niterói, no Cajuru, que além de ser totalmente asfaltada e realinhada ganhou calçadas em paver em toda a sua extensão, ao longo de 1.680 metros, desde a Rua Trindade até a BR-277.

Além disso, as manutenções de rotina dos DMUs recuperaram 59.585 metros de passeio e 528 rampas de acessibilidade.

“O zelo pela nossa cidade ao deixar tudo limpo e organizado têm impacto direto na qualidade de vida das pessoas”, diz o superintendente de Manutenção Urbana da SGM, João Carlos Vidal Filho.

Viadutos e trincheiras

A manutenção de trincheiras e viadutos feita pela SGM e Smop na cidade chegou a 23 pontos, que receberam tinta antipichação e correção de superfícies.

Estão nesse pacote de serviços intervenções como a realizada na trincheira da Avenida Maurício Fruet com a linha férrea, no Cajuru, que conferiu à estrutura as cores da bandeira de Curitiba, verde e vermelha.

Estas manutenções representam 25.070 m², além de mais 4 mil m² de estruturas diversas espalhadas pela cidade.

No caso da trincheira da Avenida Maurício Fruet, além da pintura e resina antipichação, o equipamento ganhou grafismo inspirado no Paranismo, com araucárias e rosáceas de pinhão.

“Gostei muito do novo visual e dos desenhos, principalmente, é uma ideia muito positiva. Espero que os moradores ajudem a preservar”, disse Edilson Macuco, morador do Cajuru.

Antes de receber estes acabamentos, os equipamentos passam por lavagem com água de reuso, recuperação da estrutura em concreto, tratamento de trincas nas paredes e guarda-corpos.

Na Trincheira Chile/Guabirotuba, por exemplo, a intervenção conseguiu recuperar o brilho das pastilhas, que ficaram parecendo novas depois de receberem fundo de epóxi e resina antipichação.

Cidade mais bonita

Os resultados são percebidos pela população, que não deixa de notar que a cidade está mais bonita.

“A trincheira ficou muito mais bonita, com aspecto de limpeza. Demonstra o zelo da Prefeitura em manter a cidade sempre bem-cuidada”, disse Leonília Suski, moradora do Jardim das Américas.

Também passaram por manutenção este ano os equipamentos das ruas Deputado Heitor Alencar Furtado, esquina com João Falarz; Treze de Maio com Avenida Manoel Ribas; Rua Lúcia Domakoski Lunardon com a BR-277, entre outros.

Roçadas

Em 2023, as roçadas realizadas pelos Distritos de Manutenção registraram um grande volume de serviço: 16.306.371,90 m², o equivalente a 2.300 campos de futebol.

Escoamento da água da chuva

Já a manutenção das galerias de águas pluviais foi realizada em 66.422 mil metros de tubulações pelas equipes coordenadas pela SGM e Smop.

Esse trabalho ajuda a evitar alagamentos em dias de chuvas mais fortes, pois bocas-de-lobo e caixas de captação da via precisam estar limpas e sem fissuras para o escoamento adequado da água.

Limpeza de rios

A Prefeitura faz um trabalho constante de rios e córregos para prevenir inundações em épocas de chuvas fortes. Em 2023, o trabalho realizado pela Smop de limpeza e desassoreamento de rios, córregos e valas chegou a 41.705m.

Já as equipes da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMMA) retiraram 138,28 toneladas de resíduos dos rios da capital, de janeiro a outubro de 2023. E a coleta recolheu 54 mil toneladas de entulhos vegetais.

Cidade mais iluminada

A ampla rede de iluminação pública da cidade também exige cuidados permanentes. Em 2023, de janeiro a setembro. a Smop, responsável por essa manutenção, atendeu a 74.360 mil solicitações para troca de lâmpadas ou equipamentos.

Além disso, 2.211 pontos da cidade tiveram luminárias convencionais substituídas por LED, mais eficientes e econômicas.

Ciclovias e calçadas receberam 813 novos pontos de iluminação, ampliando a rede.

Fonte: Prefeitura de Curitiba