Petrópolis precisa de 18 obras emergenciais em seguida temporal

Bombeiros atendem mais de 230 ocorrências relacionadas a chuvas no Rio

A prefeitura de Petrópolis, na região serrana do Rio, trabalha em 18 projetos de obras de grande porte em resposta ao temporal que atingiu a cidade no último término de semana. A Secretaria de Obras prevê que, nos próximos dias, o projecto esteja montado para o município solicitar recursos junto ao governo federalista. São obras de contenção, recuperação de vias públicas e ampliação e reforma do Cemitério Municipal.

“Foram sete dias de Núcleo Integrado de Comando e Controle. Nesse período, monitoramos as chuvas e tomamos decisões em relação às respostas para as ocorrências. Desde o dia 22, eu visito todo dia as áreas atingidas para calcular o passivo deixado pelas chuvas. O que estiver ao nosso alcance em relação às obras necessárias, nós vamos fazer”, explicou o prefeito Rubens Bomtempo. 

Além dos 18 projetos em curso, o prefeito determinou à Secretaria de Obras a realização de levantamentos em três pontos do bairro Independência, para identificar as necessidades de obras e, se for o caso, realizar a concepção de projetos.

Recuperação

As intervenções no trecho onde ocorreram deslizamentos de terreno na Estrada União e Indústria, na profundeza do região de Pedro do Rio, serão realizadas pelo Departamento Pátrio de Infraestrutura de Transportes (Dnit), órgão federalista vinculado ao Ministério dos Transportes. O lugar está em meia pista.

Nesta quinta-feira (28), representantes da prefeitura e do Dnit estiveram próximo ao meio de Pedro do Rio, avaliando a situação. “Essa obra precisa ser feita de forma rápida e emergencial, uma vez que a União e Indústria é uma importante via da cidade e traz consequências para a mobilidade urbana”, disse Bomtempo.

No momento não chove na cidade, mas a previsão da Meteorologia é que pode chover no final da tarde em Petrópolis, mas sem grande volume de precipitação pluviométrica.

Manancial: Dependência Brasil